Objectivo do desenvolvimento do milenio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4005 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Índice
Siglas 2

Resumo 4

Ideias-chave 5

Introdução 7

Análise de Situação da Saúde infantil (2001-2009) 8

Causas de Mortalidade em crianças menores de Cinco (5) anos. 9

A Malária 10

Doenças Diarreicas Agudas (DDAS) 12

As Infecções Respiratórias Agudas (IRAs) 12

As Doenças Imunopreveníveis (DIP) 13

Desnutrição das Crianças 14

Prevalência deNanismo (Malnutrição Crónica) 15

Prevalência de Marasmo (Malnutrição Aguda) 16

Prevalência da Insuficiência de Peso 16

1.2.2. Nível de gravidade de Malnutrição entre as crianças angolanas 18

Desafios, Políticas e Programas para a redução da mortalidade infantil 21

Propósitos 22

. Objectivos gerais 23

Objectivos específicos 23

Período 25

Grupo alvo 25Parceria entre o Governo angolano, a Comunidade Internacional e outras instituições para acelerar a redução da mortalidade em crianças com menos de 5 anos 27

Progressos Verificados na Redução da Mortalidade Infantil 27

Capacidade de Avaliação e de Monitorização 28

Análise da situação de saúde materna 29

Análise de Situação de Serviços de Saúde 30

Reformas e medidasimplementadas 37

Abordagem Estratégica para saúde infantil 38

Análise Económica 40

Longevidade no IDH e Papel da Mortalidade Infantil ( 1990-2001) 40

Análise do Orçamento Geral do Estado (OGE) na óptica da despesa pública com saúde 41

Análise do orçamento da Saúde por programas 42

Taxas de crescimento dos programas 45

Execução do governo no período de 2005-2006 parareduzir a mortalidade infantil 48

Análise da crise mundial de alimentos, insegurança alimentar e vulnerabilidade e seu impacto na mortalidade infantil em Angola 52

Atendendo às necessidades nutricionais especiais de mães e recém-nascidos 52

Importações 53

Vulnerabilidade 54

O PIB e a taxa de mortalidade infantil em Angola 58

Conclusão 61

Bibliografia 62

Notas deRodapé 63

Siglas

CDC - Centros de Prevenção e Controlo das Doenças – Atlanta

CE- Comunidade Europeia

CMA- Cimeira Mundial da Alimentação

DDA- Doenças Diarreicas Agudas

DIP- Doenças Imunopreveníveis

DOTS- Estratégia de Tratamento sob Observação Directa de Curta Duração

ECP- Estratégia de Combate a Pobreza

ENSAN- Estratégia Nacional de Segurança Alimentar e NutricionalFAO- Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura

IDH- Índice de Desenvolvimento Humano

IRAS- Infecções Respiratórias Agudas

MICS- Multiple Indicator Cluster Survey – Inquérito de Indicadores Múltiplos

MINADER- Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural

MINSA - Ministério da Saúde

ODM- Objectivos de Desenvolvimento do Milénio

OGE- Orçamento Geral doEstado

OMS- Organização Mundial da Saúde

ONG- Organização Não Governamental

PASAN- Plano de Acção de Segurança Alimentar e Nutricional

PAV- Programa Alargado de Vacinação

PEDLP- Programa Estratégico de Desenvolvimento de Longo Prazo

PIB- Produto Interno Bruto

PNUD- Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento

RNB- Renda Nacional Bruta

SADC- Comunidade para oDesenvolvimento da África Austral

SAN- Segurança Alimentar e Nutricional

TB- Tuberculose

TMM5- Taxa de Mortalidade de Menores de 5 anos

TMRA- Taxa Média de Redução Anual

VIH/SIDA- Vírus de Imunodeficiência Humana/Sindroma de Imunodeficiência Adquirida

UNICEF- Fundo das Nações Unidas para a Infância

USAID- Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional

ResumoOs principais indicadores utilizados para medir a saúde e bem-estar das crianças são: taxa de mortalidade infantil-mortalidade em menores de 1 ano e a taxa de mortalidade em menores de 5 anos, que inclui a anterior. Estes indicadores são sensíveis às mudanças na situação de saúde, mas também são o resultado final de um conjunto de factores tais como: o acesso aos serviços de saúde, água e...
tracking img