Obeso cardiopata: principais cuidados de enfermagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3816 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
OBESO CARDIOPATA: PRINCIPAIS CUIDADOS DE ENFERMAGEM


Acadêmica: Esthela M. de Oliveira1
Orientadora: Karisa S. Nakahata2








Resumo


A obesidade é diagnosticada quando o índice de massa corpórea é maior que 30kg/m2 e existe uma correlação entre o aumento desse índice, com o aumento do risco de doenças cardiovasculares. O excesso de peso e tecidos adiposossobrecarregam o coração, devido ao acúmulo de gordura no sangue. Existe uma dificuldade de identificação das principais cardiopatias presentes em pacientes obesos, ao exame físico e clínico pelo excesso de massa, assim como seus cuidados. Através de uma revisão bibliográfica, o trabalho apresenta os principais diagnósticos de enfermagem e seus respectivos cuidados, que devem ser aplicados visando aorientação para a conscientização da diminuição da ingestão de alimentos gordurosos e com excesso de sal, medidas de observação da vascularização periférica e central.




Descritores: Obesidade, doenças cardiovasculares, cuidados de enfermagem, diagnóstico de enfermagem








(1) Graduanda do Curso de Enfermagem da Universidade de Santo Amaro (UNISA) – theo_sap@yahoo.com.br

(2)Enfermeira Especialista em Cardiologia e Docente em Enfermagem na Saúde do Adulto na Universidade de Santo Amaro (UNISA).
1. INTRODUÇÃO

A evolução da tecnologia nos trouxe conforto e velocidade para a informação, porém com toda essa modernidade surgiram novos problemas de saúde. A obesidade está em destaque e é de grande importância, pois vem afetando principalmente os países desenvolvidose crescendo em massa nos países em desenvolvimento.
A obesidade influencia vários sistemas, entre eles um dos mais afetados é o cardiovascular, ocasionando assim não só um excesso de peso, mas também um risco eminente de problemas no coração e a rede vascular em geral.
Pessoas obesas são aquelas com um excesso de gordura corporal de 20%, comparado aos níveis desejáveis de pesoe altura para cada sexo trazendo problemas para a área cardíaca, devido ao acúmulo de gordura no sangue.(1)
Para diagnosticar e avaliar a obesidade deve-se conhecer a composição corporal e os métodos existentes para saber a relação da gordura corporal em relação à massa magra, como a relação peso/altura – IMC que é a um método de uso prático, simples, reprodutível, com valordiagnóstico e prognóstico. (3)
O Índice de Massa Corpórea (IMC) é calculado dividindo-se o peso, expresso em quilogramas, pela altura, expressa em metros e elevada ao quadrado. (3)








Pode ser classificado de acordo com os seguintes valores de referência(4):
|Classificação |IMC (kg/m2) |Risco de Comorbidades|
|Baixo Peso |<18,5 |Muito baixa |
|Intervalo Normal |18,5-24,9 |Baixa |
|Sobrepeso |25,0-30,0 |Moderada|
|Obesidade |Igual ou maior a 25,0 |Alta |


Existe também o Peso Relativo, que é a relação percentual entre o peso atual do indivíduo e o peso populacional de menor morbi-mortalidade calculado a partir de tabelas conhecidas. (3)


| HomensMulheres(4) |
| |
|Classificação |
|% do peso ideal (PR)...
tracking img