Obesidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 102 (25436 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A obesidade é fator de risco para uma série de doenças ou distúrbios que podem ser:
 
Doenças | Distúrbios |
Hipertensão arterial | Distúrbios lipídicos |
Doenças cardiovasculares | Hipercolesterolemia |
Doenças cérebro-vasculares | Diminuição de HDL ("colesterol bom") |
Diabetes Mellitus tipo II | Aumento da insulina |
Câncer | Intolerância à glicose |
Osteoartrite | Distúrbiosmenstruais/Infertilidade |
Coledocolitíase | Apnéia do sono |

Obesidade

A obesidade é uma doença de causa multifatorial, estando envolvidos fatores genéticos e ambientais7,66-74 (Figura 1). Percebe-se um traço familiar, de modo que filhos de pais obesos têm risco aumentado de ser obesos68. Contudo, não é uma tarefa simples avaliar até onde vai o papel da genética e qual a contribuição dosfatores ambientais, pois, além da genética, pais e filhos costumam compartilhar hábitos alimentares e de atividade física semelhantes68,70,71.
A obesidade tem sido classificada em endógena (secundária a síndromes genéticas e endocrinopatias, como as síndromes de Prader-Willi e Down, hipotireoidismo, etc.) e exógena (resultante da ingestão excessiva em relação ao consumo energético). Atualmente,considera-se que a obesidade endógena representa apenas cerca de 1% dos casos96.
Contudo, os recentes avanços na compreensão da regulação neuroendócrina do balanço energético, da genética da obesidade e das interações entre genética e ambiente nos fazem acreditar que no futuro essa classificação deverá ser revista e que esse percentual deverá mudar significativamente.
A obesidade tem sidoclassificada em endógena (secundária a síndromes genéticas e endocrinopatias, como as síndromes de Prader-Willi e Down, hipotireoidismo, etc.) e exógena (resultante da ingestão excessiva em relação ao consumo energético). Atualmente, considera-se que a obesidade endógena representa apenas cerca de 1% dos casos96.
Contudo, os recentes avanços na compreensão da regulação neuroendócrina do balançoenergético, da genética da obesidade e das interações entre genética e ambiente nos fazem acreditar que no futuro essa classificação deverá ser revista e que esse percentual deverá mudar significativamente.
O aumento na prevalência da obesidade infantil é preocupante devido ao risco aumentado que essas crianças têm de tornar-se adultos obesos e devido às várias condições mórbidas associadas à obesidade.Por ser a obesidade uma doença crônica, de difícil tratamento, associada a diversas condições mórbidas e cuja prevalência vem aumentando, ênfase especial deve ser dada às medidas preventivas. Medidas simples, sem potenciais efeitos adversos e de baixo custo são particularmente atrativas.
A obesidade, com sua multicausalidade e suas múltiplas conseqüências, representa um desafio para o pediatra epara os demais profissionais que trabalham com crianças, constituindo uma das muitas situações em que ações preventivas são capazes de evitar efeitos adversos a longo prazo, nas esferas orgânica e psicossocial.
 
Referências Bibliográficas
1. Troiano RP, Flegal KM, Kukzmarski RJ, Campbell SM, Johnson CL. Overweight prevalence and trends for children and adolescents - The National Health andNutrition Examination Surveys, 1963 to 1991. Arch Pediatr Adolesc Med. 1995;149:1085-91.        [ Links ]
2. Gortmaker SL, Dietz WH, Sobol AM, Wehler CA. Increasing pediatric obesity in the United States. AJDC. 1987;141:535-40.        [ Links ]
3. Mei Z, Scalon KS, Grummer-Strawn LM, Freedman DS, Yip R, Trowbridg FL. Increasing prevalence of overweight among US low-income preschool children: TheCenters for Disease Control and Prevention Pediatric Nutrition Surveillance, 1983 to 1995. Pediatrics. 1998;101:1-6.        [ Links ]
4. Ogden CL, Troiano RP, Briefel RR, Kuczmarski RJ, Flegal KM, Johnson CL. Prevalence of overweight among preschool children in the United States, 1971 through 1994. Pediatrics. 1997;99:1-7.        [ Links ]
5. Monteiro CA, Mondini L, Souza ALM, Popkin BM....
tracking img