Obesidade não é apenas um problema estético. estudo de caso de geni

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4062 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
SENAC- MATO GROSSO
SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL
CURSO TÉCNICO EM ESTÉTICA

LUCIA GARCIA CORRÊA

OBESIDADE NÃO É APENAS UM PROBLEMA ESTÉTICO
Estudo de Caso de Geni

CUIABÁ- MATO GROSSO
NOVEMBRO DE 2011
LUCIA GARCIA CORRÊA

OBESIDADE NÃO É APENAS UM PROBLEMA ESTÉTICO
Estudo de Caso de Geni

Estudo de Caso apresentado como requisitopara a Obtenção do grau de Técnica em Estética do SENAC-MT, Sob a orientação da professora Silvane de Paula Ávila

CUIABÁ- MATO GROSSO
NOVEMBRO DE 2011
SÚMARIO

1. INTRODUÇÃO 4

2. OBJETIVOS 5

2.1. Objetivo geral 5

2.2. Objetivos específicos 5

3. METODOLOGIA DO ESTUDO DE CASO 6

3.1 Período da Coleta de Dados 6

4. DESCRIÇÃO DO CASO 7

5. REVISÃO DE LITERATURA 8

5.1.Obesidade 8

5.1.1. Diagnóstico 9

5.1.2. Tratamento e Prevenção 13

5.1.3. Prós e Contra de Algumas Dietas 15

5.1.4 Dicas que Aliviam a Balança 16

6. PROTOCOLO DE TRATAMENTO 17

6.1. Tratamento 17

7. CONSIDERAÇÕES FINAIS 20

8. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 21

1. INTRODUÇÃO

Este trabalho é o resultado de um estudo de caso realizado noCurso Técnico em Estética realizado no Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, sede Cuiabá.
A sociedade constantemente discrimina a pessoa obesa, como se ela fosse a única responsável por seu estado. Mas isso não condiz com a realidade. Na verdade, o obeso nada mais é do que vítima de uma série de fatores orgânicos, ambientais e psicossociais que têm implicações fortes para o controle dadoença, caracterizada pelo excesso de gordura corpórea. Considerar isoladamente um ou outro fator não é o ideal, quando o objetivo é perder peso e manter-se dentro desse controle. Sendo assim, precisamos analisar todo o contexto, agindo sobre cada um dos pontos que interferem no sucesso dos programas de reeducação alimentar e de mudança de comportamento. Entre tanta discriminação e preconceito, émuito difícil manter uma auto-imagem positiva, sem depressão e outras perturbações. Estudos realizados mostram que os indivíduos obesos podem parecer "alegres e despreocupados no convívio social, mas sofrem com sentimentos de inferioridade, são dependentes, passivos e têm profunda necessidade de serem amados". O desprezo ao obeso e a preocupação com a magreza começam na infância. A maioria de nóssabe que o obeso é alvo de preconceito e discriminação, mas poucos percebem até onde isto chega. A discriminação contra pessoas obesas é tão generalizada quanto o preconceito. Estatísticas mostraram que as pessoas obesas apresentam menor probabilidade de completar o mesmo número de anos escolares, de serem aceitas em escolas de prestígio e ingressar em profissões desejáveis. O problema nãotermina com a Universidade. As pessoas obesas enfrentam discriminação ao procurar emprego e no ambiente de trabalho, onde encontram dificuldade de colocação no mercado de trabalho. Estudos apontaram que empregadores consideram indivíduos com peso excessivo menos desejáveis para contratação do que indivíduos com peso normal, mesmo quando acreditam que os dois grupos possuem as mesmas habilidades.2. OBJETIVOS

2.1. Objetivo geral

Realizar tratamento estético para aumentar a auto-estima diante da obesidade.

2.2. Objetivos específicos

● Estudar a fisiopatologia e definir o papel do técnico em estética.
● Observar quais as alterações da paciente e possíveis tratamentos.
● Aplicar as técnicas aprendidas durante o curso.● Adquirir experiência prática durante o estágio na realização de tratamentos.
● Orientar a paciente nos cuidados a serem observados após o tratamento

3. METODOLOGIA DO ESTUDO DE CASO

O presente trabalho foi realizado no período do estágio, supervisionado com a finalidade para obtenção de diploma de ensino do Curso Técnico em Estética, Educação...
tracking img