Obesidade infantil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1106 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ







OBESIDADE INFANTIL
Incidência da obesidade infantil em crianças de uma Escola Municipal Jose Leovis Teixeira de Macapá;2013






MACAPÁ-AP
MARÇO DE 2013

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ
Elioneide Monteiro
Leiselie Nunes
Djenane Lopes




OBESIDADE INFANTIL
Incidência da obesidade infantil em crianças de uma Escola Municipal JoseLeovis Teixeira de Macapá;2013










MACAPÁ-AP
MARÇODE 2013


1. PROBLEMA

A obesidade infantil apresentou alarmante aumento nas últimas três décadas e se tornou um grande problema de saúde pública. A estimativa mundial da International Obesity Task Force (IOTF, 2005) é de que haja, atualmente, 155 milhões de escolares com excesso de peso (sobrepeso/obesidade). Aumentovisível na população,não só infantil como adulta também. “É hoje um dos maiores problemas de saúde pública e uma das doenças crônicas não transmissíveis que, epidemiologicamente, mais cresce em todo o mundo”(Chemin, 2007)
A obesidade não tem nível socioeconômico, ela aparece em todas as camadas sociais e já é considerada o mal do século. Juntamente com a obesidade se instalam outras doençasassociadascomo diabetes, hipertensão e dislipidemias, além dessas patologias existem consequências psicossociais como: discriminação, baixa autoestima, depressão e socialização diminuída.
É difícil determinar se uma criança em crescimento está ou não obesa. A criança pré-púbere pode pesarmais por estar passando por mudanças fisiológicas e por isso necessitará de uma reserva. Situar essa criança nacurva de crescimento e acompanhá-la faz com que o sobrepeso ou a obesidade seja identificada.
Assim fica mais fácil determinar ações preventivas, nessa faixa etária é mais prudente a correção de erros alimentares como retiradas de alimentos muitos energéticos (bolachas , recheadas, sorvetes, salgadinhos, balas, chocolates...) e aumentar a atividade física com incentivo a prática esportiva.2. JUSTIFICATIVA

O interesse na prevenção da obesidade infantil se justifica pelo aumento de sua prevalência com permanência na vida adulta, pela potencialidade enquanto fator de risco para as doenças crônico-degenerativas e mais recentemente pelo aparecimento de doenças como o diabetes mellitus tipo 2 em adolescentes obesos, antes predominante em adultos. Além disso, frequentesintervenções em crianças, principalmente antes dos 10 anos de idade ou na adolescência, reduzem mais a severidade da doença do que as mesmas intervenções na idade adulta, por que mudanças na dieta e na atividade física podem ser influenciadas.
O crescimento dos 6 aos 12 anos é lento mas estável, com um aumento na ingestão de alimentos. Nessa fase, a criança começa a passar parte de seu tempo naescola, suavida social é mais intensa e a convivência com outras crianças e adultos que não fazem parte do círculo familiar começa a influenciar seus hábitos de vida.
A criança tem agora maior prazer em se alimentar para aliviar a fome e obter satisfação social. Os conceitos sobre alimentação saudável devem ser trabalhados do Nascimento até a fase escolar com maior ênfase, pois a criançaassimila mais facilmente ficando com uma boa base para “enfrentar” a adolescência e aceitar melhor a fase adulta.
Os conceitos sobre nutrição são abstratos para as crianças da pré-escola e escolar, por isso devem ser fixados através de experiências significantes para que se tenham resultados positivos. Atividades que envolvam preparo de alimentos dão às crianças uma oportunidade de praticar efortalecer seu conhecimento nutricional








3. Objetivos:

3.1 – Objetivo Geral:

Avaliar a qualidade de vida das crianças na fase escolar com excesso de peso (sobrepeso e Obesidade).

3.2 - Objetivos Específicos:

- Identificar as causas relacionadas no excesso de peso (sobrepeso e Obesidade).

- Empregar uma estratégia que aborde os cuidados com erros alimentares....
tracking img