Obesidade infantil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 28 (6886 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ARTIGO ARTICLE

1361

Prevalência e fatores associados para sobrepeso e obesidade em escolares de uma cidade no Sul do Brasil Prevalence of overweight and obesity and associated factors among schoolchildren in a southern Brazilian city

Fabio Rodrigo Suñé 1,2 Juvenal Soares Dias-da-Costa 2,3 Maria Teresa Anselmo Olinto 2 Marcos Pascoal Pattussi 2

Abstract
1 Faculdade de Educação Físicae Ciência do Desporto, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil. 2 Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva, Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, Brasil. 3 Faculdade de Medicina, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, Brasil.

Introdução
Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) têm revelado uma proporção crescente de adultos comsobrepeso e obesidade, cerca de 50% dos adultos dos Estados Unidos, Canadá e de alguns países da Europa Ocidental apresentam índice de massa corporal (IMC), obtido através da equação (peso em kg/altura em m2), superior a 25kg/m², e em alguns subgrupos a prevalência de sobrepeso é superior a 70% 1. No Brasil, a prevalência de obesidade em adultos também pode ser considerada um problema de saúde pública.Um estudo de base populacional realizado numa cidade do sul do Brasil, incluindo a população adulta, revelou uma prevalência de 21% entre homens e mulheres 2. Mais recentemente, a Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF 2002-2003), revelou uma prevalência de sobrepeso e obesidade de 41,1% entre os homens e 40% entre as mulheres, acima de 20 anos 3. Também na POF 2002-2003 o excesso de peso nosindivíduos de 12 e 14 anos do sexo masculino foi de 18,4%, e de 16,6% no sexo feminino 4. Além disso, de acordo com a OMS estudos têm revelado aumento da prevalência de obesidade na infância e adolescência independentemente do método de classificação antropométrico utilizado. Nos Estados Unidos, a prevalência de sobrepeso (definida por medidas superiores ao percentil 85 do IMC) em indivíduos com idadeentre 5 e 24 anos aproximadamente dobrou

Correspondência J. S. Dias-da-Costa Faculdade de Medicina, Universidade Federal de Pelotas. Av. Duque de Caxias 250, Pelotas, RS 96030-002, Brasil. jcosta@epidemio-ufpel.org.br

This cross-sectional study aimed to determine the prevalence of overweight and obesity in a group of 11-13-year-old schoolchildren in Capão da Canoa, Rio Grande do Sul State,Brazil, and to investigate the association with possible risk factors for excess body weight. The sample was stratified, proportional to the number of pupils in each school. Nutritional status was assessed by body mass index (BMI) cutoffs according to age and gender as proposed by Cole et al. (2000). Socioeconomic, demographic, genetic, and behavior variables were analyzed. 719 children from 11schools were interviewed, of whom there were 541 (75.2%) with normal BMI, 153 (21.3%) with overweight, and 25 (3.5%) with obesity. Statistically significant associations were found with type of school, parents’ nutritional status, level of physical activity, and time of sedentary behavior. Prevalence of overweight and obesity in these schoolchildren was high (24.8%), in keeping with the literature,confirming the problem’s magnitude and severity in Brazil. Obesity; Nutritional Status; Exercise; Students; Cross-Sectional Studies

Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, 23(6):1361-1371, jun, 2007

1362

Suñé FR et al.

entre 1973 e 1994. Além disso, o aumento anual no peso relativo e de obesidade foi 50% maior entre 1983 e 1994 comparado ao período entre 1973 e 1982. Uma tendência similartem sido observada no Japão, onde a prevalência de escolares obesos entre 6 e 14 anos aumentou de 5% para 10% entre 1974 e 1993 1. Estudos no Brasil reforçam as evidências apresentadas pela OMS. De acordo com Albano & Souza 5, a prevalência de sobrepeso ou obesidade alcançou 32,5% em meninos e 26,5% em meninas de uma escola pública de São Paulo. Souza-Leão et al. 6 encontraram uma prevalência...
tracking img