Obesidade infantil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1680 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de fevereiro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ

ANDRÉIA BARROS DE SÀ
ANDRESSA SÓSINHO
ARACELIA OLIVEIRA
BRUNO RICARDO
CARLENE MARQUES
CLAUDIANE BELFORT
MARIA EVANILDE ABREU

OBESIDADE INFANTIL

Macapá
2008
ANDRÉIA SÁ
ANDRESSA SÓSINHO
ARACELIA OLIVEIRA
BRUNO RICARDO
CARLENE MARQUES
CLAUDIANE BELFORT
MARIA EVANILDE ABREU

OBESIDADE INFANTIL

Trabalho apresentado à disciplina deMetodologia Científica, com requisito avaliativo do curso de Licenciatura Plena em Educação Física da Universidade do Vale do Acaraú, orientado pela Prof.ª Denise Ferreira.

Macapá
2008
FOLHA DE APROVAÇÃO

ANDRÉIA SÁ
ANDRESSA SÓSINHO
ARACELIA OLIVEIRA
BRUNO RICARDO
CARLENE MARQUES
CLAUDIANE BELFORT
MARIA EVANILDE ABREU

OBESIDADE INFANTIL

Trabalho apresentado à disciplina deMetodologia Científica, com requisito avaliativo do curso de Licenciatura Plena em Educação Física da Universidade do Vale do Acaraú, orientado pela Prof.ª Denise Ferreira.

AVALIADO POR:

______________________________________________
Profª Denise Ferreira
Nota: ______
Data: ___/___/___

Macapá
2008
SUMÁRIO

• INTRODUÇÃO 5
• DESENVOLVOMENTO 6
• RESENHA 8
•CONCLUSÃO 9
• REFERÊNCIA 10
• ANEXOS 11

INTRODUÇÃO

Este trabalho foi feito com intuito de esclarecer que a obesidade pode ser tanto adquirida como hereditária trazendo conseqüências inesperadas, como doenças cardiovasculares (coronarianas, hipertensão arterial, trombose venosa) Diabetes, infecções pulmonares, renais, biliares, dentre outras.
Estudos realizados emvários países mostram que a obesidade infantil é uma doença crônica e que tem conseqüências psicológicas e físicas.
Hoje em dia recomenda-se que as crianças pratiquem atividades físicas entre 30 á 60 minutos na maioria dos dias da semana, com brincadeiras que estimulam as crianças.
Podemos dizer que esta condição clínica caminha para ser a mais importante causa de doenças crônicas do mundo.OBESIDADE INFANTIL

Devido ao descontrole alimentar, as crianças, por causa dos pais, que são os principais fatores para uma educação alimentar estão comendo besteiras, quanto na escola não fazem exercícios físicos para eliminar calorias que é o correto. Para se ter uma vida longa, devemos mais do que nunca enxergar o que comemos, por mais saboroso que seja simplesmente muitas das vezes faz mal,muito mau para quem tem colesterol alto desde os 5 á 7anos de idade.
É uma alerta, a alimentação passa por segundo plano. Não é difícil encontrar na mesa, alimentos inadequados, principalmente para as crianças. A falta de atividades físicas vem se despedindo na frente de televisores são fatores relevantes para o desenvolvimento de obesidade.
A obesidade tornou-se um dos principais problemas desaúde pública, afetando psicologicamente e fisicamente as crianças, pois apesar de fácil diagnóstico, a família demore muito para perceber e o constrangimento que a criança irá ter futuramente consigo mesma.
É um caso onde a participação da escola e família é de suma importância, oferecendo ao menor uma boa alimentação e brincadeiras que estimulam as crianças a participarem de atividades físicas.Para futuramente terem a vaidade que os adolescentes e adultos, sua reeducação não ser entendido como um castigo.
A obesidade tem aumentado sua prevalência de forma assustadora, é um fato comprovado desde 1960, tem havido um aumento progressivo.A obesidade num estudo realizado pelo national heath and nutrition examination survey mostrou que 22% da população norte-americana adulta e infantil èobesa.Podemos dizer que a incidência de obesidade dobrou nos últimos 10 anos. Ela não tem nada de benigno e cerca-se de complicações que ultrapassam as questões meramente estéticas. A abordagem para o problema não pode ser tão “suave” como vemos.
O problema básico é genético se a base é genética, tentar um tipo de tratamento seria o ideal. É possível que a vontade de comer e de se exercitar...
tracking img