Obejetos do pas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4824 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Português
A pele do lobo
A história inicia-se falando de Cardoso, que é um subdelegado que deseja um emprego melhor, ele e sua mulher estão na repartição prontos para ir a um batizado, quando Apolinário chega e conta o acontecido, alguém lhe furtara algumas galinhas, o mesmo suspeita de quem roubou foi um sujeito chamado Jerônimo. Cardoso com pressa, expulsa Apolinário, pois precisa ir aobatizado. Mas nada feito, antes que saísse da repartição, Jerônimo chega para se defender da acusação, pois sabia que Apolinário iria denunciá-lo, ele aproveita e fala dos chingamentos que teve que escutar. Jerônimo chama suas testemunhas, Cardoso e Apolinário discutem, pois quer que ele volte mais tarde e o deixe sair, mas Apolinário não quer saber, o mesmo pega uma faca e ameaça Cardoso, que oprende. Compadre Perdição chega, chamando o subdelegado para ir ao batizado, ele explica o acontecido. No final, a noticia acaba sendo publicada no jornal, sendo assim, um soldado que lera o anunciado, manda uma carta para Cardoso, dizendo que esta demitido, ele parece não ter ligado, afinal não estava contente com o emprego, e queria sair mesmo.
A alma encantadora das ruas
Em 1908, iluminada pelasprimeiras luzes da modernidade, o Rio de Janeiro já se revelava, aos olhos mais sensíveis, como uma cidade multifacetada, fascinante, efervescente na democracia da ruas. Nesse ano, um cronista lança o livro A alma encantadora das ruas, em que observa, deslumbrado, as novas relações sociais que se desenham no coração daquela seria mais tarde chamada a Cidade Maravilhosa. Seu nome: João do Rio. 
Olivro aborda questões alijadas da sociedade, como os trabalhadores, as cadeias e ladrões, unindo os fragmentos do Rio de Janeiro da época. 
A alma encantadora das ruas é o terceiro livro desse escritor e foi publicado em 1908 pela O que mais nos espanta nessa obra singular (talvez a mais interessante até hoje escrita sobre a cidade do Rio de Janeiro e sua população), mais ainda do que obrilhantismo do estilo, é a sua homogeneidade, ainda mais quando sabemos que é uma antologia de textos publicados anteriormente pelo autor entre 1904 e 1907 no jornal A Gazeta de Notícias e na revista Kosmos. No entanto, tudo flui tão naturalmente
Artigo 5 da constituição do Brasil
Art. 5º. Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se
Aos brasileiros e aosestrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à
Liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
I - homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações, nos termos desta Constituição;
II - ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei;
III - ninguém será submetido a tortura nem a tratamento desumano oudegradante;
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;
V - é assegurado o direito de resposta, proporcional ao agravo, além da indenização por
dano material, moral ou à imagem;
VI - é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício
dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suasliturgias;
VII - é assegurada, nos termos da lei, a prestação de assistência religiosa nas entidades civis
e militares de internação coletiva;
VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção
filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta
e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;
IX - élivre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação,
independentemente de censura ou licença;
X - são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas,
assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação;
XI - a casa é asilo inviolável do indivíduo, ninguém nela podendo penetrar sem
consentimento...
tracking img