Nrzqikzj

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1207 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Cultura Organizacional

Se houve um tempo em que a preocupação, nas organizações, era focada prioritariamente na produção, a realidade de nossos dias, sem dúvida, é outra. Superadas as teorias voltadas à otimização do trabalho, ajustando o homem aos equipamentos, o que temos hoje, ao contrário, é a tentativa de otimizar o homem, afim de extrair todo o seu potencial. Para isso, é preciso“conquistá-lo”, “contaminá-lo”, de tal forma que os seus objetivos pessoais estejam refletidos nos objetivos da organização. E é aí que encontraremos um amplo espaço para o debate acerca da cultura organizacional, que passa a ser discutida a partir da definição dos termos:
* Cultura
Segundo a Wikipédia:
“Cultura (do latim colere, que significa cultivar) é um conceito de váriasacepções, sendo a mais coerente a definição genérica formulada por Edward B. Taylor, segundo a qual cultura é ‘aquele todo complexo que inclui o conhecimento, as crenças, a arte, a moral, a lei, os costumes e todos os outros hábitos e aptidões adquiridos pelo homem como membro da sociedade'.”


* Organização
Maximiano (1992), assim define organização:
“Uma organização é umacombinação de esforços individuais que tem por finalidade realizar propósitos coletivos. Por meio de uma organização torna-se possível perseguir e alcançar objetivos que seriam inatingíveis para uma pessoa. Uma grande empresa ou uma pequena oficina, um laboratório ou o corpo de bombeiros, um hospital ou uma escola, são todos exemplos de organizações.

Temos, portanto, o homem, um ser social. Aoviver em sociedade, adquire, a partir de seus contatos e experiências, “o conhecimento, as crenças, a arte, a moral, a lei, os costumes e todos os outros hábitos e aptidões”. Em outras palavras, “acultura-se”.
Da mesma forma, ao ingressar em uma organização, o homem irá absorver, em seu ambiente de trabalho, “o conhecimento, as crenças” etc etc etc. E, a partir desse processo, se tornará parteda organização ao adquirir os elementos da cultura organizacional. Assim, ao absorver e ser absorvido pela cultura organizacional, passará a agir coletivamente, de acordo com os propósitos da organização.
Segundo Freitas (1991):
“Cultura organizacional é o modelo dos pressupostos básicos que um dado grupo inventou, descobriu ou desenvolveu no processo de aprendizagem, paralidar com os problemas de adaptação externa e integração interna. Uma vez que estes pressupostos tenham funcionado bem o suficiente para serem considerados válidos, são ensinados como a maneira certa de se perceber, pensar e sentir em relação aqueles problemas.”

Ou, conforme sintetiza Bezerra (2009), cultura organizacional seria:
“(...) o conjunto de significados, valores,normas e comportamentos próprios de determinada organização em atividade que são construídos, adquiridos, incorporados e transmitidos as demais membros do grupo por meio da utilização dos sistemas formais e informais de comunicação interna e que servem perfeitamente aos objetivos organizacionais, uma vez que são ideologicamente utilizados no processo de regulação de conflitos e no estabelecimentodas relações internas de dominação e submissão da força de trabalho, para garantir o cumprimento dos objetivos organizacionais.”

A cultura organizacional, portanto, poderia ser entendida como um instrumento a ser utilizado em favor da organização – sofrendo as alterações necessárias ao longo do tempo. O indivíduo torna-se parte da organização ao tornar-se parte de sua cultura, que é formada apartir de uma série de elementos, que incluem os preceitos (implícitos ou explícitos) – que seriam as normas, regulamentos etc -; a tecnologia – que seriam os instrumentos e os processos utilizados -; e as manifestações individuais – que representam o caráter dos participantes.
Ainda, conforme destacado na Wikipédia:
“A cultura organizacional envolve artefatos (padrões de...
tracking img