Nr-18 cimbramento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4048 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO:



CAPÍTULO 1 – INTRODUÇÃO 2
1.1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS 2
1.2 OBJETIVOS 2

CAPÍTULO 2 – ESTRUTURAS DE CONCRETO 3
2.1 FÔRMAS 3
2.1.1 O material das Fôrmas 3
2.1.2 Fôrmas prontas 6
2.1.3 Conservação das Fôrmas 7
2.1.4 Confecção das Fôrmas 7
2.1.5 Movimentação das Fôrmas 8
2.1.6 Fôrmas Deslizantes 8
2.1.7 Dicas importantes 8
2.1.8 Riscos maisfreqüentes 9
2.2 CIMBRAMENTO 9
2.2.1 Para que Cimbramento? 10
2.2.2 Tipos de Cimbramento 10
2.2.3 Fundações do Cimbramento 12
2.2.4 Escoramento de Fôrmas 12
2.2.5 Mais precauções 15
2.2.6 Escoras de Eucalipto 16
2.2.7 Riscos mais freqüentes 17
2.3 ARMADURA DE AÇO 17
2.3.1 Armazenamento 18
2.3.2 Corte 18
2.3.3 Transporte 18
2.3.4 Riscos mais freqüentes 192.4 CONCRETAGEM 19
2.4.1 Preparativos para Concretagem 22
2.4.2 Os trabalhos de Protensão 22
2.4.3 Concretagem por Caminhão-Betoneira 23
2.4.4 Transporte por Caçamba 24
2.4.5 Bombeamento de Concreto 25
2.4.6 Vibrações de Concreto 26
2.4.7 Riscos mais freqüentes 28
2.5 DESFORMA 29
2.5.1 Riscos maisfreqüentes 30

CAPÍTULO 3 - CONCLUSÃO 32

CAPÍTULO 4 – REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 32

INTRODUÇÃO:
________________________________________

1.1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS:

A Engenharia Civil é uma ciência em constante evolução, buscando sempre desenvolver materiais, técnicas, métodos, porém ainda existe certa carência de soluções técnicas, as quais aliadas às falhas involuntárias,falta de segurança, imperícia, etc., provocam o comprometimento de projetos e até mesmo riscos a segurança de colaboradores.

1.2 OBJETIVO:

Neste trabalho enfocaremos a aplicação do sub-item 18.9 – Estruturas de Concreto, da NR18, onde serão abordadas as seguintes fases:

• Fôrmas;
• Cimbramento;
• Armaduras de Aço;
• Concretagem;
• Desforma.

2. ESTRUTURAS DE CONCRETO:________________________________________

2.1 Fôrmas

Tão importante quanto o controle tecnológico ou projeto estrutural, o estudo detalhado das fôrmas é fundamental para as perfeitas execuções dos elementos de fundação e estruturais de uma edificação. Desta forma a importância do envolvimento direto de um técnico habilitado para tal fim.

2.1.1 – O MATERIAL DAS FÔRMAS

A escolha das fôrmas é fatorpreponderante. Cabe ao construtor buscar equilíbrio entre o padrão de trabalho a realizar, o nível de qualidade desejado e o preço do material empregado. Vale observar alguns pontos fundamentais além do projeto e dimensionamento, tais como: tipos da fôrma e da madeira, recebimento e estocagem, normas de segurança, e qualificação da mão de obra.
As peças de madeiras usadas na confecção das fôrmas são:as vigas, os caibros, os pranchões, os sarrafos, as tábuas, e as ripas; que devem obedecer aos seguintes critérios:

• Elevado módulo de elasticidade;
• Dureza moderada para facilitar o corte e a penetração dos pregos;
• Trabalhabilidade;
• Custo adequado à qualidade a ser atingida.

O alto custo da madeira e a importância que a boa confecção das fôrmas tem para a qualidade daobra, para a segurança dos operários e para o cuidado com o meio ambiente, exigem que sua utilização seja criteriosa.
Hoje em dia as chapas de madeira compensada, também chamados de painéis contraplacados ou de compensados, são quase indispensáveis para a confecção de fôrmas, em virtude das vantagens de seu uso apresenta. Na tabela a seguir estão relacionadas às madeiras mais usadas naconstrução civil, e seu emprego mais comum:


Tabela 01 – Tabela de Madeiras mais utilizadas comercialmente na indústria da construção
Fonte: Manual de Aplicação NR-18, 2010.

A estocagem da madeira na obra deve ser feita de modo que se não alterem as características originais das peças, e que a identificação de manuseio sejam rápidos. Para isto devem se seguir algumas regras...
tracking img