Nr 15

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5577 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Colégio Tableau

Técnico de Saúde e Segurança do Trabalho

Jorcelino de Souza Lopes
Manuel Teodoro Neto
Wagner William

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS
2010
Colégio Tableau

METODOLOGIAS DE ANÁLISE DE RISCOS
APP, HAZOP & FMEA

Orientador: Prof. Mestre Dimas de Andrade Ribeiro

São José dos Campos
2010

Dedicatória

Dedicamos nosso projeto as nossas famílias que sempre nos apóiam.Agradecimentos

Agradecemos a Deus que nos possibilita a estarmos estudando e aos nossos professores que nos transmitem a cada dia um pouquinho de seus conhecimentos.

Epígrafe

Juntos somos mais.

Sumário

1 ANÁLISE PRELIMINAR DE PERIGO – APP 7
1.1 Objetivo 7
1.2 Aplicação 8
1.3 Dados Necessários 8
1.4 Pessoal Necessário e Suas Atribuições 9
1.5 Estimativa de Tempo e Custo Requeridos10
1.6 Natureza dos Resultados 10
1.7 Apresentação da Técnica de APP 11
1.8 Proposta de Estrutura de Relatório 15
1.9 Principais Vantagens da Técnica APP 15
2 Estudo de Perigo e Operabilidade – HAZOP(Hazard and OPerebility Studies) 16
2.1 Objetivo 16
2.2 Aplicação 17
2.3 Dados Necessários 17
2.4 Pessoal Necessário e suas Atribuições 18
2.5 Estimativa de Tempo e Custo Requeridos 21
2.6Natureza dos Resultados 21
2.7 Apresentação da Técnica HAZOP 22
2.8 Principais Vantagens da Técnica HAZOP 26
3 FMEA (Failure Model and Effect Analysis) 26
3.1 Definição 26
3.2 Tipos de FMEA 27
3.3 Aplicação da FMEA 28
3.4 Funcionamento Básico 29
3.5 Etapas para a Aplicação 29
3.6 Análise de Falhas em Potencial 30
3.7 Avaliação dos Riscos 30
3.8 Melhoria 33
3.9 Continuidade 33
3.10Importância 34
Anexos 35

1 ANÁLISE PRELIMINAR DE PERIGO – APP

1.1 Objetivo

A Análise Preliminar de Perigo (APP) é uma metodologia indutiva estruturada para
identificar os potenciais perigos decorrentes da instalação de novas unidades e sistemas
ou da própria operação da planta que opera com materiais perigosos.
Esta metodologia procura examinar as maneiras pelas quais a energia ou omaterial de
processo pode ser liberado de forma descontrolada, levantando, para cada um dos
perigos identificados, as suas causas, os métodos de detecção disponíveis e os efeitos
sobre os trabalhadores, a população circunvizinha e sobre o meio ambiente. Após, é
feita uma Avaliação Qualitativa dos riscos associados, identificando-se, desta forma,
aqueles que requerem priorização. Além disso, sãosugeridas medidas preventivas e/ou
mitigadoras dos riscos a fim de eliminar as causas ou reduzir as conseqüências dos
cenários de acidente identificados.
O escopo da APP abrange os eventos perigosos cujas causas tenham origem na
instalação analisada, englobando tanto as falhas de componentes ou sistemas, como
eventuais erros operacionais ou de manutenção (falhas humanas). O grau de risco édeterminado por uma matriz de risco gerada por profissionais com maior experiência na
unidade orientada pêlos técnicos que aplicam a análise.

1.2 Aplicação

Esta metodologia pode ser empregada para sistemas em início de desenvolvimento ou
na fase inicial do projeto, quando apenas os elementos básicos do sistema e os materiais
estão definidos. Pode também ser usada como revisão geral desegurança de sistemas/
instalações já em operação.
O uso da APP ajuda a selecionar as áreas da instalação nas quais outras técnicas mais
detalhadas de análise de riscos ou de contabilidade devam ser usadas posteriormente. A
APP é precursora de outras análises.

1.3 Dados Necessários

As principais informações requeridas para a realização da APP estão indicadas no
Quadro 1.

1.4 PessoalNecessário e Suas Atribuições

A APP deve ser realizada por uma equipe estável, contendo entre cinco e oito pessoas.
Dentre os membros da equipe deve-se dispor de um membro com experiência em
segurança de instalações e pelo menos um que seja conhecedor do processo envolvido.
É recomendável que a equipe tenha a composição, funções e atribuições específicas
como indicadas no Quadro 2.

1.5...
tracking img