Normas regulamentadoras

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (682 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
07/08/2008 - 09h03Químicos rebatem "fórmula" para enganar o bafômetroDIÓGENES MUNIZ
editor de Informática da Folha OnlineInternautas e desafetos da chamada lei seca (nº 11.705) circulam uma fórmulapara burlar o bafômetro. O único detalhe é que, apesar da forte divulgação, ela não possui qualquer embasamento científico. (leia o "passo-a-passo" de como empregá-la no fim da reportagem).Umacorrente que circula por e-mails e fóruns afirma que, ao misturar coca-cola e gelo momentos antes de passar pelo teste do assopro, uma certa quantidade de hidrogênio seria liberada da ingestão, confundindo osistema. | Joel Silva/Folha Imagem | |
| | |
| Reportagem ouviu cinco doutores do Instituto de Química da USP sobre possibilidade de burlar o bafômetro | |
A dica já é, de longe, a maiselaborada e difundida promessa para passar alcoolizado pela polícia. Seja nas preocupadas mesas de bar, seja na busca do Google, quem fala em "enganar o bafômetro" acaba cruzando com a sugestão.A FolhaOnline apresentou a tese a cinco doutores do Instituto de Química da USP (Universidade de São Paulo) --todos rechaçaram a idéia."Isso é realmente só um boato, não há qualquer embasamento químico. Ogelo não libera hidrogênio!", protesta o professor Reinaldo Bazito."Os espertinhos que tentarem fazer isso vão inevitavelmente dormir na delegacia", pondera o professor Renato Sanches Freire. Segundoele, " se gelo liberasse hidrogênio, estaríamos todos explodindo"."Não é possível formar hidrogênio nas condições descritas. Seria necessário usar corrente elétrica, isto é, realizar uma eletrólise, ouusar alta temperatura, da ordem de 800 ºC. Adicionando gelo à coca-cola, há apenas liberação de gás carbônico", completa o professor Peter Wilhelm Tiedemann, também da USP.Outras estratégias menosfamosas encontradas na rede, como beber azeite ou ingerir carvão ativado, receberam o mesmo tratamento de especialistas. Foram desmentidas."Chegou na blitz, maior comandão" Sergio Alberti/Folha Imagem...
tracking img