Nietzsche

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1831 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
SOCIEDADE PIAUIENSE DE ENSINO SUPERIOR
INTITUTO CAMILLO FILHO
CURSO DE DIREITO

CAROLYNE MOTA
MARCOS FELIPE
PATRICIA BARROS
RAFAEL MARINHO
SAMANTHA EMANUELLA
YAN SAD

NIETZSCHE: NIILISMO E GENEALOGIA DA MORAL

TERESINA
2013

CAROLYNE MOTA
MARCOS FELIPE
PATRICIA BARROS
RAFAEL MARINHO
SAMANTHA EMANUELLA
YAN SAD

NIETZSCHE: NIILISMO E GENEALOGIA DA MORALTrabalho acadêmico apresentado a disciplina de Ética Geral do curso de direito do Instituto
de Ciências Jurídicas e Sociais Prof. Camillo Filho para obtenção da nota parcial.

TERESINA
2013
SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO..................................................................................................3

2 NIILISMO E VOLUNTARISMO...................................................................4

3 A FILOSOFIA MORAL NIETZSCHIANA....................................................5

4 MORAL DOS SENHORES E MORAL DOS ESCRAVOS ..........................6

5 A TRANSVALORAÇÃO: SUPERAÇÃO DA MORAL TRADICIONAL...7

6 JUSTIÇA SOCIEDADE E DIREITO...............................................................8

7CONCLUSÕES...................................................................................................9

REFERÊNCIAS.................................................................................................10


1) INTRODUÇÃO

Friedrich Wilhelm Nietzsche, filósofo de origem alemã é identificado como teórico do voluntarismo e do niilismo filosóficos. Seus pensamentos se destacam sobre a religião e a moral comopontos-chaves de seus textos.
Ao deitar-se sobre os valores e ao discutir sobre crenças é que causa profundos abalos na consciência coletiva ocidental, com as propostas que caracterizam sua filosofia niilista. Antes de se tornar autor de reconhecida nomeada em sua época, chegou a se destacar e filologia, tornando-se professor dessa ciência na Universidade de Basileia.
Rompe relações com RichardWagner com a publicação de Humano, demasiadamente humano. A partir de então, não somente sua filosofia passa a ganhar maior alento, inclusive em número de obras, coo seu degringolar vai paulatinamente se desencadeando, até a veemente loucura sob a vigília da irmã, e morte em 1900.

2) NIILISMO E VOLUNTARISMO
Como os dois pontos de maior destaque na filosofia de Nietzsche estão o voluntarismoe o niilismo. Nietzsche emprega o termo niilismo para qualificar sua oposição radical aos valores morais tradicionais e às tradicionais crenças metafisicas. O niilismo não é somente um conjunto de considerações sobre o tema “tudo é em vão”, não é somente a crença de que tudo merece morrer, mas consiste em colocar a mão na massa em destruir.
Nietzsche desenvolve sua filosofia como um profundo,trabalho de escavação dos valores no sentido de superá-los como negação da vida. O empenho de Nietzsche seria o de superar o modus com o qual se constituíram os valores no ocidente, bem como o de embrenhar-se na tarefa de destruição dos arquétipos que a eles deram origens. A superação disso daria vazão à possibilidade de inserção de novos valores, valores voltados para satisfação do homem aocontrario dos valores que exaltam a espiritualidade em detrimento da materialidade. O niilismo pode ser dividido em tendências, em graus e diferenças de sentido:
1 – o niilismo incompleto – onde a morte do Deus cristão, causa um vazio que o homem tenta preencher com outros ideais (progresso, ciência).
2 – niilismo completo – onde na morte do Deus cristão, não se tenta trazer nada para substituir essaausência.
2 – niilismo completo ativo e do êxtase – onde não basta contemplar a morte do Deus cristão é necessário a superação dessa ausência pela vivencia de novos valores.
E é isso que abre campo para que se expliquem melhor as ideias de voluntarismo e vontade de poder de pensamento, e que as coisas não possuem sentido por si mesmas, pois é a vontade que lhes determina o sentido. É essa...
tracking img