Neufert

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1060 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
COMPANHIA CEARENSE DE TRANSPORTES METROPOLITANOS

METROFOR

Projetos baseados em veículo leve sobre trilhos em operação e implantação

PROJETOS VLT

Definição de VLT
Um forma de transporte público sobre trilhos, com custo de investimento, capacidade de transporte e velocidade adequadas ao atendimento de diferentes cenários e demandas existentes, insuficientes para o investimento emmetrôs e outros modais que necessitem de um investimento superior.

Por quê VLT ?

“O sistema de transporte em veículos leves permite maior acessibilidade, trazendo soluções inteligentes para o problema de transporte público”

Por quê VLT ?
É fundamental entender-se que um sistema mal implantado em uma cidade irá prejudicar toda uma concepção futura. Um bom sistema tem que primar pelaintegração: BRT, ônibus, metrô, táxi e até bicicletas.
“A busca de mobilidade não deve competir por espaços e sim integrá-los.”

Vantagens do VLT sobre outros modais

➔ Baixo investimento em relação a outros modais, ➔ Vida útil do sistema, ➔ Capacidade de passageiros, ➔ Adaptável as condições locais existentes, ➔ Movido a Biodiesel ou Híbrido (biodiesel/elétrico), ➔ Facilidade de integração aossistemas de transportes existentes.

PRAZO DE IMPLANTAÇÃO POR MODAL
ETAPAS METRÔ VLT ELÉTRICO *VLT – BIODIESEL BRT Prazo (anos) 0,5 0,5 1 ÔNIBUS CONVENCIONAL Prazo (anos) 1

Prazo (anos) Prazo (anos) Prazo (anos) Projeto Básico Projeto Executivo Implantação 1 1 5 1 1 3 0,5 0,5 2

TOTAL

7

5

3

2

1

Fonte: (ANTU) Associação Nacional das Empresas de Transporte Urbano

Com base natabela acima, podemos afirmar que o VLT – Biodiesel é um transporte de capacidade média e trabalha com prazo de implantação inferior ao VLT – Elétrico e compatível ao BRT.

Vida útil de cada sistema
(em anos)

Analisando os comparativos existentes entre modais, prazo de execução e custos para implantação vemos que o VLT – Biodiesel atende as necessidades e urgências de uma solução rápidapara o transporte público. Além de se igualar em tempo de vida útil com transportes de massa como o Metrô.

8

5

30 30

Ônibus Convencional Metrô VLT - Elétrico VLT - Biodiesel BRT

30

São Paulo 2008

Gangnam 2005

Fonte: Sam Zimmerman World Bank 2006.

Kunming 2008

VLT no mundo

VLT – LION - FRANÇA

VLT –CRATO - CE - BRASIL

Qualquer cidade, região metropolitana ouaglomerado urbano que tenha corredores de transporte com carregamentos de 10 mil a 25 mil passageiros/hora/sentido é compatível com o modal VLT.

Projetos em operação e implantação

VLT E O METROFOR

VLT’s em Implantação pelo METROFOR
➔ METRÔ DO CARIRI .: operação comercial

➔ METRÔ DE SOBRAL .: em licitação de obras civis

➔ METRÔ DE FORTALEZA (Parangaba / Mucuripe) .: projetoexecutivo em elaboração

VLT’s em Implantação pelo METROFOR
Metrô do Cariri
Remodelação Ramal

.: TRANSNORDESTINA
13,6 km, com implantação de 9 Estações

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9.

CRATO PDE. CÍCERO MURITI SÃO JOSÉ ANTÔNIO VIEIRA TEATRO SÃO PEDRO JUAZEIRO DO NORTE FÁTIMA

Oficina de Manutenção e o Centro Administrativo e sede do CCO .: Desvio com ramal de acesso próximo à estação Muriti Metrô do Cariri
ESTAÇÃO J UAZEIRO DO N O RTE ESTAÇÃO F ÁTIMA

Km587,002

Km588,000

ESTAÇÃO SÃO JOSÉ Km593,975

ESTAÇÃO ANTÔNIO VIEIRA Km591,560

ESTAÇÃO TEATRO Km589,860

ESTAÇÃO SÃO PEDRO Km589,140

ESTAÇÃO PE. CÍCERO Km598,820

OFICINA DE MANUTENÇÃO Km595,000 ESTAÇÃO MURITI Km596,020

PONTE METÁLICA RIO LOBO Km598,280

ESTAÇÃO CRATO Km600,603

LIMITE JUAZEIRO DO NORTE -CRATO

OFICINA DE MANUTENÇÃO Km 595.000

ESTAÇÃO CRATO Km 600.603

ESTAÇÃO PE. CICERO Km 598.820

ESTAÇÃO MURITI Km 596.020

ESTAÇÃO SÃO JOSÉ Km 593.975

ESTAÇÃO ANTONIO VIEIRA Km 591.560

ESTAÇÃO TEATRO Km 589.860

ESTAÇÃO SÃO PEDRO Km 589.140

ESTAÇÃO JUAZEIRO DO NORTE Km 588.000

ESTAÇÃO FÁTIMA Km 586.998

1.783 M

2.800 M

1.020 M

1.025 M

2.415 M

1.700 M...
tracking img