Neopatrimonialismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2070 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
7.º PROLATINO 7.º CONGRESSO INTERNACIONAL DE CONTABILIDADE DO MUNDO LATINO

Do Patrimonialismo ao Neopatrimonialismo
POR: JOAQUIM FERNANDO DA CUNHA GUIMARÃES Mestre em Contabilidade e Auditoria (U. Minho) Lic. Gestão de Empresas (U. Minho) Revisor Oficial de Contas n.º 790 Docente do Ensino Superior Técnico Oficial de Contas n.º 2586 Consultor de Empresas SALVADOR BAIA, 5 a 7 de Outubro de2005
1

O INFLUXO PORTUGUÊS NA CONTABILIDADE BRASILEIRA* “Nunca é supérfluo – e seria ingratidão e injustiça – o deixar de assinalar e ressaltar o factor originário e decisivo da civilização brasileira: o influxo da grande lusa na formação deste núcleo humano na orla sudoeste do Atlântico. A história da civilização registra o facto generalizado desse influxo, mas ainda não se focalizouparticularmente a contribuição portuguesa na história da contabilidade brasileira.”

* Artigo de Francisco D’ Auria, Revista de Contabilidade e Comércio n.º 83, de 1953, pp. 277-80
2

CAPÍTULO I OBJECTIVOS

3

Cap. I – Objectivos
1.º - Referências Gerais ao Patrimonialismo e ao Neopatrimonialismo 2.º - Não pretendemos abordar em pormenor a teoria do Prof. Lopes de Sá 3.º - O Patrimonialismo emPortugal (duas referências) - Jaime Lopes Amorim - Fernando Vieira Gonçalves da Silva 4.º - Os trabalhos sobre o Neopatrimonialismo em Portugal 5.º - O nosso contributo para o desenvolvimento do Neopatrimonialismo em Portugal
4

CAPÍTULO II BREVES CONSIDERAÇÕES PRÉVIAS

5

Cap. II – Breves Considerações Prévias Consideraç Pré
1 – A Ciência Contabilística (Concepção contemporânea de ciência) ACiência não é um conhecimento estritamente experimental; Muitas das leis só são válidas mediante determinadas condições e circunstâncias, ideias que nem sempre são exequíveis; Validade ou verdade são noções susceptíveis de ser controvertidas; A Ciência já não chama a si a verdade absoluta, definitiva e infalível; Duas verdades e duas falsidades podem-se contrapor; A Ciência nunca será um livrofechado.
6

Cap. II – Breves Considerações Prévias Consideraç Pré
2 – A Ciência Contabilística LOPES DE SÁ em 1956 (Revista de Contabilidade e Comércio n.º 93) apresentou as seguintes razões: “1.º - O seu conhecimento caracteriza-se como científico porque apresenta as causas dos acontecimentos que estuda, enunciando verdades eternas e universais (leis) sobre estes, seguindo a um númeroprodigioso de raciocínios para tal fim. 2.º - Tem uma matéria certa que serve de objecto das suas indagações e que, segundo nos parece, é o fenómeno patrimonial.
7

Cap. II – Breves Considerações Prévias Consideraç Pré
2 – A Ciência Contabilística (cont.) 3.º - Tem um fim certo que nos enuncia sob que ponto de vista o objecto é observado – ou seja – o comportamento do fenómeno patrimonial com relaçãoao objectivo que se propõe alcançar uma empresa ou uma entidade. 4.º - Tem uma forma racional de apresentar, sistematizadamente, as suas indagações e possui método próprio em suas pesquisas.”.

8

Cap. II – Breves Considerações Prévias Consideraç Pré
2 – A Ciência Contabilística (cont.) JORGE TUA PEREDA questiona: “A Contabilidade é uma ciência? Eu preferiria situar a discussão noutroterreno: utiliza a Contabilidade um instrumental científico adequado à sua natureza e similar à de outras disciplinas? Prefiro esta última pergunta porque o que me parece importante é que utilizemos o instrumental metodológico mais adequado à natureza da nossa discipli-na...”.

9

Cap. II – Breves Considerações Prévias Consideraç Pré
3 – Teoria Geral do Conhecimento Contabilístico JORGE TUA PEREDArefere: “A vertente tradicional da investigação contabilística é a investigação “à priori”. Formulamos teorias e hipóteses, tratando de formalizar, i.e., explicar de maneira rigorosa o conhecimento contabilístico. Validamos estas teorias mediante a sua consequência interna e através da sua compacidade explicativa e preditiva. Esta lógica da investigação contabilística aplica-se por igual à...
tracking img