Neologismos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2869 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Pontifícia Universidade Católica do Paraná
CAMPUS CURITIBA
CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS - PORTUGUÊS

JOSIANA APARECIDA DE ARAÚJO
WILLIAN STELLA










NEOLOGISMOS













CURITIBA
2011

INTRODUÇÃO
Desde os tempos primórdios os seres humanos passam por novas experiências, conhecem novos objetos ou conceitos e criam novas coisas. A racionalidade humana é, em parte,estruturada na nomeação e nas referências que os sujeitos fazem a tudo que os cerca. Ao se deparar com algo novo, o ser humano cria meios para nomear novos fatos, coisas ou seres através dos neologismos, que nada mais são do que a criação de novas palavras.
Os neologismos estão presentes em todas as línguas humanas e são responsáveis pela evolução da linguagem. Se não houvesse neologismos, as línguasde hoje seriam as mesmas sem nenhuma modificação.
Primeiramente vale frisar que a criação de novas palavras sempre estará atrelada a uma intenção; quem nomeia algo automaticamente transfere parte de sua individualidade ao nome, seja com apreço ou desapreço, ou apenas a necessidade de nominação. Se hoje fosse encontrada uma nova espécie de pássaro, por exemplo, o nome do espécime poderiaconter traços do seu descobridor como nome ou sobrenome, algum sentimento que fizesse parte de sua personalidade, o nome de alguém amado, etc.
Com o enfoque da subjetividade humana expressa nos neologismos faremos um estudo sincrônico das palavras constituintes para designar pratos em receitas culinárias. A maioria destes neologismos são formados com função semântica ou discursiva.
Éimportante salientar que para se criar o nome um prato é preciso uma intenção. Cada prato denominado é uma espécie de identidade do criador, pois o nome em si provoca influência no outro para prová-lo ou não. Quando nos deparamos com um prato que foi denominado pelo processo de empréstimo linguístico, por exemplo, automaticamente temos a ideia de requinte, pois o nome carrega uma carga semântica devalores apreciativos ou depreciativos.
Apresentaremos alguns neologismos existentes que denominam pratos culinários em receitas práticas que circulam em sites de culinária: arroz com aletria, chipa paraguaia, homus de azeitona, antepasto de berinjela, pastinha deliciosa de frango, bolo bbb e pé-de-moleque. Faremos uma análise desses nomes compostos, destacando seus respectivos significadosisolados e contextuais. Com isso buscaremos compreender porque os neologismos são tão freqüentes na área da culinária. Acreditamos ser pelo fato de as pessoas deixarem um pouco de sua identidade nos pratos criados com a intenção de serem aceitas.


PRESSUPOSTO TEÓRICO

Os neologismos dificilmente surgem sem nenhuma função ou significado. Quem cria uma nova palavra quer designar algo novo ouexpressar sentimentos como apreço, desapreço ou ironia. O tema é amplamente abordado por lingüistas que categorizam e subdividem os processos e funções pelos quais são gerados os neologismos.

Por se formam novas palavras?

Segundo Rocha, Luiz C. (2003, p. 79), “a resposta a essa pergunta está relacionada a três fatores: as exigências do sistema linguístico, a influência dosujeito-falante e o papel das funções semânticas.”

Para Sandmann (2000, p. 24 – 27) são três as funções que são utilizadas para a criação de novas palavras:

Função semântica: Ligada à semântica da palavra, é utilizada para nomear novos objetos, seres ou fatos. Passeata, por exemplo, é uma manifestação em que pessoas andam pelas ruas. A partir desse substantivo se originaram outros como carreata,barcata e praiata;

Função sintática: quando uma palavra é utilizada na sintaxe com sua classe gramatical alterada. Exemplo: “o seu andar é belo”, neste caso o verbo “andar” torna-se um substantivo;


Função discursiva: tem como objetivo expressar aspectos subjetivos do emissor. Pode ser feita através de sufixos predominando os pejorativos (gentarada) e também por meio da mudança do...
tracking img