Neoclassicismo e romantismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1703 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Neoclassicismo e Romantismo

DAVID, Jacques-Louis
Anne-Marie-Louise Thélusson, Comtesse de Sorcy
1790
A arte vai tornar-se eco dos novos ideais da época: subjetivismo, liberalismo, ateísmo e democracia. Esses foram os elementos utilizados para reelaborar a cultura a partir de um modelo idealizado da antigüidade clássica, greco-romana.
No século XVIII, as rápidas e constantes mudançasacabaram por dificultar o surgimento de um novo estilo artístico. O melhor seria recorrer ao que estivesse mais à mão: a equilibrada e democrática antigüidade clássica. E foi assim que, com a ajuda da arqueologia (Pompéia tinha sido descoberta em 1748), arquitetos, pintores e escultores logo encontraram um modelo a seguir.
Surgiram os primeiros edifícios em forma de templos gregos, as estátuasalegóricas e as pinturas de temas históricos. As encomendas já não vinham do clero e da nobreza (lembrem-se da Revolução Francesa que cortou as cabeças destas classes), mas da alta burguesia, mecenas incondicionais da nova estética. A imagem das cidades mudou completamente. Derrubaram-se edifícios e largas avenidas foram traçadas de acordo com as formas monumentais da arquitetura renovada, civil, estatal,referente às novas instituições burguesas que passariam a existir pós- revolução burguesa – universidades, foros públicos, bancos, etcs.
O Neoclassicismo foi marcado pela história, não apenas no que diz respeito à temática das obras de arte, mas também na relação entre sujeito e sociedade. Ou seja, com a ascenção da Burguesia no poder começou a ser necessario a contrução de um passado – antesisso não era necessario pois a nobreza tinha o vínculo com o passado, com a descendência de sangue e de tradição, como algo muito natural – a burguesia por sua vez viu-se obrigada a inventar seu passado, a forjar sua tradição. È o período das grandes coleções, o inicio dos grandes museus como instituições públicas e privadas, da criação da Enciclopédia, etc.

Entre as principais característicaspodemos generalizar da seguite maneira:
1. Retorno ao passado, pela imitação dos modelos antigos greco-latinos;
2. Academicismo nos temas e nas técnicas, isto é, sujeição aos modelos e às regras ensinadas nas escolas ou academias de belas-artes;
3. Arte entendida como imitação da natureza, num verdadeiro culto à teoria de Aristóteles.
4. Vínculo político com os ideaisrevolucionários promovendo a emancipação temática das grandes pinturas históricas.

Pintura
A pintura desse período foi inspirada principalmente na escultura clássica grega e na pintura renascentista italiana, sobretudo em Rafael, mestre inegável do equilíbrio da composição.

David – Morte de Marat – 1793
As figuras eram muito rígidas, e os rostos muito sérios, quase sem expressão, simulavammáscaras das antigas tragédias gregas. As túnicas e capas caíam em dobras pesadas e angulosas, cobrindo as formas do corpo. A moda da época, chamado estilo Império, é bem identificada nas pinturas da época, era bem mais simples e também fazia eco à cultura grega da antiguidade. A Moda foi ativista e política contra o soberbo e luxuriante estilo rococó (vide Maria Antonieta). Tudo era mais simples, ostecidos, a modelagem, os penteados, o sapatos, etc.

fotocfDAVID, Jacques-Louis
Madame Raymond de Verninac
1798-99
Na pureza das linhas e na simplificação da composição, buscava-se uma beleza deliberadamente estatuária. Os contornos eram claros e bem delineados, as cores, puras e realistas, e a iluminação, límpida. Tal e qual acontecia no Renascimento, porém as técnicas de pintura era maiselaboradas, o que propicia um realismo indescritível às obras neoclássicas.
Características da pintura:
Formalismo na composição, refletindo racionalismo dominante.
Grandes formatos
Exatidão nos contornos
Harmonia do colorido
Temática histórica
Os maiores representantes da pintura neoclássica são, sem dúvida,
Jacques-Louis David – foi considerado o pintor da Revolução Francesa, mais...
tracking img