nenhum

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2314 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de novembro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PROCESSOS BASEADOS EM
EXTRUSÃO

Filmes Tubulares
Espessura menor que 0,4 mm
- Materiais típicos: PEAD, PEBD, PP e PVC
- Estiramento ascendente e descendente

Filmes Tubulares
1.
2.
3.
4.
5.

Extrusoras
Matriz e refrigeração
Dimensionamento
Medidor de espessura
Puxador

6. Controle de margem
7. Enrolador
8. Sistema de automação

Filmes Tubulares

Extrusão multicamadaExtrusão de biopolímero

Matriz para filmes tubulares

A) Matriz do tipo aranha (cruzetas)
-

Geração de linhas de solda

-

Spider legs ou inúmeros furos

Matriz para filmes tubulares
B) Em espiral
- Espirais na superfície do
mandril.
-Induzem a um fluxo
multidirecional
- Flutuações no fluxo –
corrigida pelos lábios
- o canal do espiral vai
diminuindo ao longo do corpodo mandril, isso faz com que a
queda de pressão seja
gradativa – fluxo adequado e
homogêneo.

Filmes Tubulares

Sistema de arraste
- consiste de um sistema composto por 2 cilindros, sendo
um de borracha e o outro de aço, por onde o filme passa.
- a pressão deve ser constante e suficiente para manter a
velocidade de arraste e manter o ar dentro do balão.
- para manter o filme dadireção dos rolos são montados
barras guias feitas de madeira ou aço.

Filmes Tubulares

Anel de resfriamento (capacidade de resfriamento,
estabilidade do balão e uniformidade da vazão de ar).
- temperatura e umidade do ar, direção e velocidade do
fluxo, volume e período de tempo que o mesmo fica em
contato com o balão.
- melhoria no processo: resfriamento interno do balão pela
troca de ar. Filmes Tubulares

Variáveis do processo:
1) Temperatura da massa
- maior brilho e menor opacidade
- maior resistência mecânica
- maior bloqueio
- baixa estabilidade do balão

Filmes Tubulares

2) Razão de Insuflamento (RI) – estiramento no sentido
circunferencial

Db
RI =
Dm

LDPE (2 a 3:1)
2.l arg ura do filme achatado LLDPE (2,4 a 3:1)
RI =
π .Dm
HDPE (2,8 a 5,8:1)↑ RI ↑ resistência ao impacto ↑ transparência ↓ opacidade
↓ estabilidade dimensional

Filmes Tubulares

3) Linhas de névoa (ou de resfriamento)
- Controla a orientação molecular do filme
-Passagem de líquido para sólido
- ponto onde a temperatura fica imediatamente abaixo da Tm do
material → ponto de recristalização (30 a 60 cm acima da matriz)
- Acima desse ponto o diâmetro édefinitivo
- Linha de névoa deve ser horizontal

Filmes Tubulares

Variáveis que afetam a linha de névoa:
resfriamento
velocidade de extrusão
- Quanto maior a altura da linha de névoa:
↑ brilho ↓ opacidade
↓ Resistência ao impacto
↓ a estabilidade do balão
↑ bloqueio

Filmes Tubulares

Variação na espessura
- centralização da matriz/lábio
- oscilação da velocidade da rosca
- taxa deprodução elevada
- alteração da temperatura da massa, no resfriamento
com ar e na velocidade de tiragem.

Filmes Tubulares
Blocking (colagem do filme)
- deficiência no resfriamento
- alta temperatura do filme nos cilindros de arraste
- alta velocidade de tiragem
- falta de aditivos
Enrugamento do rolo
- pressão de tiragem desigual
- cilindros desalinhados
- desestabilidade do balão:corrente de ar, relação de
inflagem alta

Filmes Tubulares
Baixa resistência mecânica do filme
- aumentar a razão de sopro
- aumentar a temperatura da massa
- diminuir a altura da linha de névoa
Instabilidade do balão
- ajustar a vazão de ar no anel
- aumentar o ângulo do ar que incide no balão
- diminuir a velocidade do ar de resfriamento
- reduzir a altura da linha de névoa
-reduzir temperatura da massa
- verificar correntes de ar

Filmes de BOPP

Razão de puxamento:
1:3 até 1:8 – direção da máquina
1:3 até 1:12 – direção transversal á máquina
Velocidades de 100 a 500 m/min

Processo Tubular
Processo Plano
-Produtividade elevada

-Espaço físico reduzido para
produção

-Ótima capacidade para produção -Exige altura de instalação do
equipamento
de...
tracking img