Negritude

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1172 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
NEGRITUDE
 Buscadas no contexto escravocrata e colonial, relacionam-se à sua justificação e legitimação, visando alienar e inferiorizar os negros em todos os planos.
 Descrição da tentativa de assimilação dos valores culturais dos brancos pelos negros.
 Explicação dos motivos que levaram o negro a recusar o embranquecimento cultural e voltar às suas raízes.
 Comentário das diferentesacepções da negritude como conceito e dos rumos tomados como movimento.
2. CONDIÇÕES HISTÓRICAS
A organização Política Dos Estados Africanos

As monarquias eram constituídas por um conselho popular na qual as diferentes camadas sociais eram representadas. A ordem social e moral equivaliam à política. A valorização de suas terras demandava mão de obra barata. A África sem defesa (frisamos quesua tecnologia e indústria de guerra eram relativamente inferiores às europeias) apareceu então como reservatório humano apropriado, com um mínimo de gastos e de riscos. .A ocupação colonial efetiva da África pelo Ocidente, no século XIX, tentou desmantelar as suas antigas instituições políticas. Alguns reinos resistiram e subsistem até hoje, embora num contexto totalmente diferente. Convencidos desua superioridade, os europeus tinham a priori desprezo pelo mundo negro, apesar das riquezas que dele tiraram. A ignorância em relação à história antiga dos negros, as diferenças culturais, os preconceitos étnicos entre duas raças que se confrontam pela primeira vez, tudo isso mais as necessidades econômicas de exploração predispuseram o espírito do europeu a desfigurar completamente apersonalidade moral do negro e suas aptidões intelectuais.

À colonização apresentada como um dever, invocando a missão civilizadora do Ocidente, competia à responsabilidade de levar o africano ao nível dos outros homens. No máximo, foram reconhecidos nele os dons artísticos ligados à sua sensibilidade de animal superior. Tal clima de alienação atingirá profundamente o negro, em particular o instruído,que tem assim ocasião de perceber a ideia que o mundo ocidental fazia dele e de seu povo. Na sequencia, perde a confiança em suas possibilidades e nas de sua raça, e assume os preconceitos criados contra ele. É nesse contexto que nasce a negritude. A compreensão das circunstâncias históricas em que surgiu a negritude obriga-nos, como já foi enfatizado, a considerar rapidamente a situação colonialnas suas características e legitimações discursivas.
CARACTERISTICAS:
A sociedade colonial



A administração dirige a colônia segundo a política colonial; as companhias comerciais e industriais assumem a exploração da produção, a fim de organizar os lucros em benefício da metrópole.


A sociedade colonial teme a ruptura da ordem e do equilíbrio estabelecidos em seu favor. Para que issoocorra, encastela-se, intocável, explorando e pilhando a maioria negra, utilizando-se de mecanismos repressivos diretos (força bruta) e indiretos(preconceitos raciais e outros estereótipos).


A sociedade colonizada


.
Além das divisões arbitrárias, vários fatores podem ilustrar o papel instrumentalista da sociedade colonizada, tais como a humilhação dos chefes, a desorganização dasinstituições sócio-religiosas etc.
A colônia, sociedade global, transforma-se de modo maniqueísta, cortada em dois. A minoria tinha todas as vantagens. Uma barreira topográfica a protegia dos bairros segregados dos colonizados.

Essa articulação entre o ideal civilizador e assimilacionista, de um lado, e a instrumentalização reducionista,de outro, não deixa a sociedade colonial com consciência tranquila. Daí um discurso legitimador baseado numa argumentação dita científica



Discursos pseudojustificativos
A primeira justificativa surge através da missão colonizadora: uma vez civilizados, os negros seriam assimilados aos povos europeus considerados superiores, ou seja, torna-se iam iguais aos brancos. Embora reconhecendo...
tracking img