Negociacoes salariais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4520 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
ROTEIRO DE PREPARAÇÃO PARA NEGOCIAÇÕES SALARIAIS

MOSSORÓ-RN
2013

ROTEIRO DE PREPARAÇÃO PARA NEGOCIAÇÕES SALARIAIS

Atividade sobre técnicas de negociação apresentada ao curso de Recursos Humanos do Centro de Educação a Distância da Universidade Anhanguera – UNIDERP.

Tutor:

ROTEIRO DE PREPARAÇÃO PARA NEGOCIAÇÕES SALARIAIS

A arte de se negociar um aumento de salário, é antes de tudo umprocesso delicado e que exige do profissional preparo, firmeza e consistência de informação naquilo que esta sendo pedido como remuneração e aumento.
É preciso ser sincero e não ter vergonha de dizer o quanto a questão salarial é importante, mas salientar também outras coisas, como a oportunidade de estar trabalhando naquela empresa, a ascensão profissional que terá nesta nova posição, entre outrosaspectos.
Saber o momento certo de pedir o aumento também é importante. Antes de marcar uma conversa com o chefe, o profissional deve estar a par da remuneração do mercado e conhecer a política salarial da empresa.
Vejamos então qual seria o roteiro para negociação de salario?

1. Esteja Preparado - É necessário que se faça uma pesquisa de mercado e, levando em conta suas necessidades, estabeleça umnível razoável para salário e benefícios adicionais – como bônus, ações e férias. Certifique-se que este "pacote" atende às suas expectativas, para não ter problemas futuros. Tenha justificativas na ponta da língua para defender sua proposta, como experiência e competência.
2. Seja firme - A maioria dos negociadores procura escapar com reações hostis. Evite esta cilada fazendo uma oferta razoávele apropriada e permaneça nesta posição até a outra parte oferecer uma boa razão para você mudar.
3. Seja prudente - Mantenha sua proposta em mente. O objetivo é atingir um acordo que satisfaça a ambas as partes. Se a discussão está longe de um acordo, pense em outra proposta. Use sua energia para criar soluções, não para armar uma batalha.
4. Controle a ansiedade - Deixe anegociação para o fim da entrevista. Deixe a conversa rolar, conquiste o empregador e então fale sobre valores.
5. Primeiro, a empresa - Quando o empregador faz a proposta antes, você tem a oportunidade de revisar sua própria proposta. Compare o valor posto na mesa com a faixa salarial do mercado para chegar a uma conclusão satisfatória.
6. "Quanto você tem em mente?" -Para responder a pergunta, dê uma resposta mais ampla, sem citar valores específicos. Você pode dizer "Em procuro algo em torno de X reais". Deixe claro que você está familiarizado com a média do mercado.
7. Comece com o tom certo - Deixe a pessoa saber que você vai ouvir e procurar entender o ponto de vista da empresa. Ao mesmo tempo, mostre que você espera o mesmo. Assim, vocêstrabalham em conjunto para chegar a um consenso. Evite ultimatos, ameaças e outros comportamentos rígidos.
8. Tenha uma carta na manga - Crie possíveis soluções para um impasse e coloque-as na mesa. Juntos, sem compromisso formal, empresa e candidato podem decidir qual é a mais vantajosa para ambos.
9. Deixe claro seus interesses - A negociação deve satisfazer uma lista denecessidades, não apenas a salarial. Outros tipos de compensação podem ser válidos - como divisão de lucros, ações, bônus, mais responsabilidade, uma agenda de promoções, férias maiores ou horários flexíveis.
10. Foque em um critério - É muito mais fácil persuadir alguém quando a proposta é fundamentada em um critério objetivo, como pagamento por experiência, competência ou tempo de casa.Procure saber em qual linha você se encaixa na empresa.

Vejamos os argumentos que não devem ser usados na negociação salarial:

* “Estou há muito tempo sem aumento”. “Você já começa perdendo muitos pontos. Aí surge a indagação. Os outros também não estão o mesmo tempo sem aumento? É uma política da empresa dar aumento?” Uma postura mais gentil pode facilitar a negociação. “Por...
tracking img