Nazismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1626 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
TRABALHO E VIDA OPERÁRIA NO FINAL DO SEC XIX NO BRASIL
Nesse artigo o autor visa realizar uma análise historicamente fundamentada sobre o período da Primeira República Brasileira, sobre a situação da vida do operário em formação nos grandes centros urbanos e suas respectivas situações de moradia e trabalho.
Ao realizar o estudo em jornais, artigos e textos da época, ele pode ter um breveentendimento da situação em que viviam os trabalhadores daquele período. Para esta análise várias fontes secundárias de especialistas no tema foram utilizadas.
Diversos temas são responsáveis pelo cotidiano do operário brasileiro como: imigração em grande escala, política, graves, miséria.
Vida Operária
A situação de existência dos trabalhadores foi avaliada por instituições ligadas ou não ao poderpúblico.
Diferentes fontes documentais, sugeriram a crescente importância atribuída aos meios operários, partindo de diferentes visões e intensões.
Notou-se que a vida dos operários depende apenas de suas relações sócias, mas também a sua condição de vida.
Estes começaram a se situar em bairros desvalorizados, com os vales de São Paulo, e os morros do rio de janeiro. No caso de São Paulo o baixopreço, dos terrenos, e os terrenos mais próximos das estações ferroviários atraíram essas massas para o Brás, o Bom Retiro, a Mooca, as novas indústrias, e novos imigrantes também. Nos bairros operários havia um padrão de moradia, com maioria dos cortiços.
Na maioria formavam um padrão de pequenas habitações de estilo, pobre e humilde. Veja á descrição de Luís Edmundo:
As casas, em geral,construídas no “estilo feio e forte da colônia, não têm mais do que um ou dois andares. Todo um conjunto de telhados pardos e tristonhos erguidos numa feição desirmanada; prédios, desrebocados, encardidos [...] verdadeiros frangalhos arquitetônicos. As ladeiras que trepam para o morro são maltratas e sujas têm, porém, uma vida intensíssima, servindo, como servem, a imensa colmeia humana, ativa enumerosa aí se instala e vive. (Luís Edmundo – O Rio de Janeiro do meu tempo, V.I. pp. 214-220)”.
Nesta descrição o relator da 5ª. Delegacia de Saúde de Saúde do Distrito Federal ele relata: ”O maior ultraje ás leis e posturas municipais”, as pessoas se estabeleciam em qualquer prédio velho na mais absoluta deficiência de higiene.
Casas escuras, úmidas e velhas, acham-se repletas de moradores queaí vivem acumulados em cubículos impróprios, mal arejados e deficientemente iluminados. Tudo aqui ocorre para contrariar a higiene; parecendo que o infeliz recanto esteve de há muito condenado pelos poderes públicos que jamais procuram atender nas necessidades dos seus moradores.[...] Nos morros, então crescem essas as condições de desasseio: aí vê-se lixo em toda parte[...]. Um outro elementoconcernente á falta de limpeza, é a escassez d´agua, que distribuída em quantidade insuficiente em nada satisfaz as exigências da população.
Tais condições precárias eram relatadas em jornais da época como o “Fanfulla”, que acreditava que este tipo de moradia representar um terço das habitações de São Paulo.
“ Em cada cubículo a verdadeira colmeia humana, com frequência se cumpre toda uma família detrabalhadores, às vezes composta de oito ou nove pessoas. Algumas casas fechavam quarteirões inteiros e em seu interior multiplicavam-se construções ainda piores originando vários cortiços.
Geralmente o cortiço era semelhante a vilas operárias. Era comum a formação de vilas pelas indústrias. Podiam ser usadas como forma de pressão ou instrumento de força contra greves.
As vilas fixaram-se emvolta das fábricas, geralmente famílias operárias, das indústrias de tecidos que fizeram próximas as linhas férreas, que era o único meio de transporte de mercadorias.
A escolha do local das fábricas seguia um certo critério: preço vantajoso dos terrenos, proximidade das estradas de ferro.
O loteamento e construção dessas casas modestas, era um negócio altamente lucrativo. Os industriais...
tracking img