Nao sei

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1216 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O RENASCIMENTO COMERCIAL E URBANO
A partir das Cruzadas, a mudança mais visível na Europa ocidental ficou conhecida pelo nome de renascimento comercial e urbano. Ele significou o desenvolvimento do comércio e das cidades, que tinham tido pouca importância durante os séculos anteriores. O comércio, ainda incipiente, era praticado nas feiras que se realizavam nas vilas ou perto dos castelos eoutros lugares fortificados. Inicialmente periódicas, as feiras tornaram-se permanentes, propiciando o aparecimento de núcleos urbanos, os chamados burgos. A partir dos burgos, desenvolveram-se novas cidades, ao mesmo tempo que ganharam vida as mais antigas, que não haviam desaparecido por completo.
As cidades atraíam cada vez mais artesãos, que nelas se fixavam para viver de seu oficio. Atraíamtambém servos camponeses que as buscavam para tentar vender os seus excedentes agrícolas ou para viver como trabalhadores livres.
Atraíam, ainda, comerciantes de sal, de ferro e de inúmeras outras mercadorias, provenientes de regiões distantes.

As moedas voltam a circular
As atividades comerciais restabeleceram o uso regular da moeda. Logo, diferentes moedas circulavam nas feiras e nos núcleosurbanos, provenientes de vários feudos e regiões da Europa (os senhores feudais podiam cunhar suas próprias moedas). Essa variedade criou a necessidade do câmbio, isto é, da troca de moedas. Os que se dedicavam a ele eram chamados de cambistas.
Mais tarde, os cambistas passaram a realizar empréstimos e a fazer outras operações financeiras. Assim surgiram os bancos, palavra de origem italiana quedesignava o assento ocupado pelo cambista. Durante muito tempo, os banqueiros mais importantes eram os da península Itálica, pois era ali que, inicialmente, o comércio era mais intenso. Isso porque algumas cidades da península Itálica, como Gênova e Veneza, já mantinham relações comerciais com o Império Bizantino e os árabes séculos antes das Cruzadas.

Mercadores e camponeses
Embora os contatosdos mercadores com os camponeses tenham sido menores do que com os demais grupos sociais, foram mais importantes do que normalmente se crê. Na Idade Média, cidade e campo não viviam isolados entre si. Nas regiões fortemente urbanizadas, onde desde cedo os mercadores se tornaram poderosos, sua ação sobre o campo se fez sentir.
No princípio, os comerciantes colaboraram na liberação de camponeses,pois isso era um meio de luta contra os senhores feudais —ocasião para a compra da terra aos nobres privados da mão-de-obra, ou aos camponeses proprietários. Por meio da liberação de camponeses e de sua migração para as cidades, também se conseguia mão-de-obra barata para a
manufatura e o comércio.
Em certas regiões, os mercadores revolucionaram também as condições de exploração da terra e devida dos camponeses.
Investiram dinheiro para melhorar as técnicas de agricultura (como em Flandres e no vale do rio Pó), construindo grandes obras hidráulicas e moinhos. Substituíram também as culturas de subsistência por outros cultivos voltados para a
manufatura têxtil (como na Inglaterra e na península Itálica) e ampliaram o plantio de árvores frutíferas e de plantas utilizadas nas tinturasde tecidos.

A burguesia entra em cena
As cidades que se formaram ao pé das fortificações estavam estreitamente vinculadas aos senhores feudais. Esses nobres, proprietários das terras onde ficavam os burgos, cobravam pesadas taxas daqueles que os habitavam.
No início, toda a população do burgo chamava-se burguesia; posteriormente esse termo passou a designar apenas comerciantes, banqueiros ealguns artesãos enriquecidos.
Com o aumento do comércio e o fortalecimento da burguesia, alguns desses burgos obtiveram pacificamente autorização para negociar sem pagar aos senhores nenhuma tributação. Isso era conseguido por meio de um documento conhecido como Carta de Franquia, que os moradores do burgo compravam ao senhor feudal ou a um eclesiástico quando as terras onde ficava a cidade...
tracking img