Mylims

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1020 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
MANUAL DE TREINAMENTO OPERACIONAL BÁSICO 11
O QUE É O MYLIMS? 13
BOTÕES BÁSICOS DO SISTEMA 14
BOTÕES BÁSICOS DE CONTROLE DE CADASTRO DO SISTEMA 14
OPERAÇÕES COM CADASTROS 14
BOTÕES DE CONTROLE DAS PROCURAS NO SISTEMA (PESQUISAS) 16
ATALHO PARA CADASTROS PRECEDENTES 17
FLUXO GERAL DO SISTEMA MYLIMS 18
REGISTRO DE AMOSTRAS 18
RECEBIMENTO DE AMOSTRAS 19
DISTRIBUIÇÃO DE TAREFAS 19
CÁLCULOE ANÁLISE CRÍTICA DE RESULTADOS 19
AQUISIÇÃO DOS DADOS DE EQUIPAMENTOS 20
AVALIAÇÃO E PUBLICAÇÃO DE RESULTADOS 20
CONSULTAS VIA INTERNET E INTRANET 20
MÓDULOS DE APOIO 20
UTILIZAÇÃO BÁSICA DO SISTEMA 21
FLUXO BÁSICO DE SITUAÇÕES DE AMOSTRAS 21
FLUXO BÁSICO DE TAREFAS DE MÉTODOS DE ANÁLISE 23
REGRAS RELACIONADAS À SITUAÇÃO DE AMOSTRAS E TAREFAS DE MÉTODOS DE ANÁLISE 23
INFORMAÇÕES SOBRECADASTRO DE AMOSTRAS 24
PROCURA DE AMOSTRAS 24
GUIA DE SITUAÇÕES DAS AMOSTRAS 26
HISTÓRICO DAS SITUAÇÕES DAS AMOSTRAS E DAS TAREFAS DOS MÉTODOS DE ANÁLISE DA AMOSTRA 27
OUTRAS INFORMAÇÕES DA AMOSTRA 28
MENSAGENS MYLIMS 29
MANUAL DO FLUXO BÁSICO DE AMOSTRAS E TAREFAS DOS MÉTODOS 30
FLUXO BÁSICO DE AMOSTRAS E TAREFAS DOS MÉTODOS 31
FLUXO BÁSICO DE SITUAÇÕES DE AMOSTRAS 31
FLUXO BÁSICO DETAREFAS DE MÉTODOS DE ANÁLISE 32
REGRAS RELACIONADAS À SITUAÇÃO DE AMOSTRAS E TAREFAS DE MÉTODOS DE ANÁLISE 32
MANUAL DO FLUXO DAS AMOSTRAS 33
FLUXO DA AMOSTRAS 34
ETAPA 1.1 – REGISTRANDO UMA AMOSTRA ATRAVÉS DO CADASTRO DE AMOSTRAS 34
ETAPA 1.2 – REGISTRANDO UMA AMOSTRA ATRAVÉS DO CADASTRO DE PROCESSOS 35
ETAPA 2 – RECEBENDO UMA AMOSTRA 35
ETAPA 3 – REALIZANDO TAREFAS DE MÉTODOS DE ANÁLISE 38ETAPA 4 – REGISTRO DE RESULTADOS 39
ETAPA 4 – REVISÃO DE RESULTADOS 40
ETAPA 6 – PUBLICAÇÃO DE RESULTADOS 41
MANUAL BÁSICO DE CADASTRO DE AMOSTRAS 43
INFORMAÇÕES SOBRE CADASTRO DE AMOSTRAS 44
PROCURA DE AMOSTRAS 44
GUIA DE SITUAÇÕES DAS AMOSTRAS 46
HISTÓRICO DAS SITUAÇÕES DAS AMOSTRAS E DAS TAREFAS DOS MÉTODOS DE ANÁLISE DA AMOSTRA 47
OUTRAS INFORMAÇÕES DA AMOSTRA 48
CADASTRO DE GRUPO DEAMOSTRAS 49
CADASTRO DE GRUPO DE AMOSTRAS 50
COMO CADASTRAR GRUPOS DE AMOSTRAS 50
GUIAS DO CADASTRO DE GRUPOS DE AMOSTRA 51
AMOSTRAS 51
AUXILIARES 53
BOTÃO PROCURAR 54
AO CLICAR NESTE BOTÃO OU PRESSIONAR A TECLA “F3” O SISTEMA ABRIRÁ A TELA PARA PROCURA DE REGISTROS. 55
MANUAL DE CADASTRO DE GRUPO DE VARIÁVEIS DE SAÍDA 56
CONCEITO DE GRUPO DE VARIÁVEIS DE SAÍDA 57
CADASTRO DE GRUPOS DEVARIÁVEIS DE SAÍDA 58
COMO CADASTRAR GRUPOS DE VARIÁVEIS DE SAÍDA 58
GUIAS DO CADASTRO DE GRUPOS DE VARIÁVEIS DE SAÍDA 59
VARIÁVEIS DE SAÍDA 59
COLUNAS DA GUIA VARIÁVEIS DE SAÍDA 59
MANUAL DO MÓDULO DE MÉTODOS DE ANÁLISES 60
CONCEITOS DE MÉTODOS 62
TERMINOLOGIAS 62
CONCEITO DE MÉTODO DE ANÁLISE 62
CADASTRO DE VARIÁVEIS DE ENTRADA 64
COMO CADASTRAR VARIÁVEL DE ENTRADA 64
CADASTRO DEVARIÁVEIS INTERMEDIÁRIAS 65
COMO CADASTRAR VARIÁVEL INTERMEDIÁRIA 66
CADASTRO DE VARIÁVEIS DE SAÍDA 66
COMO CADASTRAR VARIÁVEL DE SAÍDA 67
CADASTRO DE MÉTODOS DE ANÁLISES 67
COMO CADASTRAR MÉTODOS DE ANÁLISES 68
GUIAS DO CADASTRO DE MÉTODOS DE ANÁLISES 68
VARIÁVEIS DE ENTRADA DO MÉTODO DE ANÁLISE 68
COLUNAS DA GUIA VARIÁVEIS DE ENTRADA DO MÉTODO DE ANÁLISE 69
VARIÁVEIS INTERMEDIÁRIAS DO MÉTODODE ANÁLISE 70
VARIÁVEIS DE SAIDA DO MÉTODO DE ANÁLISE 71
COLUNAS DA GUIA VARIÁVEIS DE SAÍDA DO MÉTODO DE ANÁLISE 71
AUXILIARES DO MÉTODO DE ANÁLISE 72
CONFIGURAÇÕES E VALIDAÇÃO DO MÉTODO DE ANÁLISE 72
VALIDAÇÃO DO MÉTODO DE ANÁLISE 73
PLANILHA DO MÉTODO DE ANÁLISE 73
CONFIGURAÇÕES DO MÉTODO DE ANÁLISE 73
BOTÕES DE CONTROLE ESPECÍFICOS DO CADASTRO DE MÉTODOS DE ANÁLISE 73
CÓPIA DO MÉTODODE ANÁLISE 73
FLUXO DO MÉTODO DE ANÁLISE 74
LABORATÓRIOS DO MÉTODO DE ANÁLISE 75
USUÁRIOS – CONFIGURAÇÃO DE TAREFAS DOS USUÁRIOS 76
INSUMOS DO MÉTODO DE ANÁLISE 76
EQUIPAMENTOS DO MÉTODO DE ANÁLISE 76
CONTROLES DO MÉTODO DE ANÁLISE 76
PREÇOS DO MÉTODO DE ANÁLISE 77
SIMULAR MÉTODO DE ANÁLISE 78
MANUAL DO MÓDULO DE TIPO DE AMOSTRA 80
CONCEITO DE TIPOS DE AMOSTRA 81
CADASTRO DE TIPOS DE...
tracking img