Musicoterapia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 34 (8326 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de junho de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Guazina, L. e Tittoni, J. “Musicoterapia institucional na saúde do trabalhador: conexões, interfaces e produções”

MUSICOTERAPIA INSTITUCIONAL NA SAÚDE DO TRABALHADOR:
CONEXÕES, INTERFACES E PRODUÇÕES
Laize Guazina
Faculdade de Artes do Paraná, Curitiba, Brasil
Jaqueline Tittoni
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil
RESUMO: Este trabalho propõe e analisa aMusicoterapia como estratégia de produção de saúde do trabalhador,
em estudo desenvolvido junto a profissionais técnicas de enfermagem de uma Unidade de Terapia Intensiva infantil
de um hospital público da cidade de Porto Alegre. A atenção à saúde dos trabalhadores produz novas questões
teórico-conceituais, práticas, éticas e políticas no campo da Musicoterapia, ligadas ao território do trabalho esuas configurações contemporâneas, ao “ser” trabalhador e à saúde, e que têm implicações sobre a Musicoterapia
e o musicoterapeuta na contemporaneidade. À luz das contribuições de Foucault, este trabalho centraliza-se na
discussão do hospital como território de produção de subjetividades, a partir do desenvolvimento do conceito de
‘Panáudio’, mapeando e analisando efeitos deste dispositivo, quese efetivam pelos contextos sonoros. Aponta
controles e resistências possíveis e propõe a produção de novas subjetividades pelo uso das práticas musicais em
Musicoterapia em uma proposta de abordagem institucional.
PALAVRAS-CHAVE: musicoterapia institucional; modos de subjetivação; saúde do trabalhador; Panáudio;
práticas musicais
INSTITUTIONAL MUSIC THERAPY IN WORKERS’ HEALTH: CONNECTIONS,INTERFACES AND
PRODUCTION
ABSTRACT: This paper proposes and analyzes Music Therapy as a production strategy towards workers’ health in a
study developed with nurse technicians from a Children’s Intensive Care Center of a public hospital in Porto Alegre.
The concern with workers’ health brings about new theoretical, conceptual, ethical and political queries in the field
of Music Therapy, suchqueries are related with the working field and its contemporary features, with the working
being and with health; these queries produce consequences on Music Therapy and Music therapists contemporarily.
Based on Foucault’s contributions, this paper focuses on the discussion about hospitals being a field for subjectivities
production, from the development of the ‘Panaudio’ concept, mapping andanalyzing its effects, which are effective
by sound contexts. This paper also points out possible controls and resistances and proposes the production of new
subjectivities by using musical practices in Music Therapy, in a proposal of institutional approach.
KEYWORDS: institutional music therapy; ways of subjectivation; workers’ health; Panaudio; musical practices.

Introdução
Este artigoorigina-se da dissertação de mestrado
“Sons, Silenciamentos, Poder e Subjetivação no Hospital: a Musicoterapia na saúde do trabalhador” desenvolvida no Programa de Pós-graduação em Psicologia
Social e Institucional da Universidade Federal do Rio
Grande do Sul (UFRGS), em que foram analisadas as
contribuições da Musicoterapia na intervenção em Saúde do Trabalhador em um hospital público da cidadede
Porto Alegre. Para este estudo, durante o ano de 2005,
foram realizadas diferentes intervenções de modo a
produzir espaços de reflexão sobre os contextos sono-

108

ros e seus efeitos na saúde das profissionais técnicas
de enfermagem que trabalhavam em uma unidade de
Terapia Intensiva infantil. Foi realizada, inicialmente,
uma série de observações do trabalho e dos modos de
trabalhardas profissionais técnicas de enfermagem,
e foram propostas oficinas de Musicoterapia em que,
por meio de experiências musicais1 em Musicoterapia,
foram focalizados saúde e trabalho. Essas oficinas
mostraram os primeiros elementos articuladores de
nossas análises, sobretudo, ao indicar os sentidos de
estranhamento provocados com a introdução da música
no hospital e, também, ao revelarem...
tracking img