Mundo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (455 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Por Matt Spetalnick e Caren Bohan

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, procurou acalmar a fúria de Israel no domingo sobre suas novas propostas de paz no OrienteMédio, deixando claro que o Estado judeu será provavelmente capaz de manter alguns assentamentos em qualquer acordo final com os palestinos.

Obama, dirigindo-se aos maiores defensores de Israel nosEstados Unidos, repetiu sua opinião de que as negociações de paz congeladas há muito tempo devem começar a ser discutidas com base nas fronteiras do Estado judeu de 1967.

A afirmação enfureceuIsrael, expôs um abismo profundo nas relações do país com Washington e levantou ainda mais dúvidas sobre a perspectivas de paz.

Mas Obama, em seu discurso para o mais poderoso grupo de lobby pró-Israel,procurou aliviar as tensões com o aliado dos EUA sobre seu apoio, três dias antes, a uma antiga reivindicação palestina quanto às fronteiras de seu futuro Estado.

Obama salientou esperar que osdois lados negociem um acordo que inclui a troca de terras, levando em conta as 'novas realidades demográficas no solo', sinalizando que Israel teria permissão para manter alguns assentamentos judaicosconstruídos em territórios ocupados.

O discurso aconteceu após um encontro na Casa Branca, na sexta-feira, com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, que alertou Obama contra a buscada paz 'com base em ilusões' e afirmou que Israel nunca vai recuar para as fronteiras antigas, que ele considera 'indefensáveis.'

Netanyahu rapidamente manifestou o seu apreço pelos comentários deObama no domingo, dizendo em um comunicado: 'Estou determinado a trabalhar em conjunto com o presidente Obama para encontrar formas de retomar as negociações de paz.'

A presença de Obama naassembleia anual do American Israel Public Affairs Committee (AIPAC) serviu como um lembrete austero de que sua nova fórmula de paz no Oriente Médio pode lhe custar o apoio entre os eleitores judeus e...
tracking img