Mulheres

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1770 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Centro Universitário Belas Artes de São Paulo

Resenha do cáp. I do livro Casa-Grande e Senzala de Gilberto Freyre

Alexandre Suzuki Bruno Ortega Cássia de Mores Daniela Mares Ive Godoy AN5PP

2008

Resenha: Casa Grande e Senzala
Antes de chegar ao Brasil, os portuguêses já haviam demonstrado interesses pelos trópicos, tanto na Índia quanto na África, a tendência da colonização híbrida,explica o pasado étnico com influência cultural, sexual, religiosa, etc., adquirida desses povos. Mas foi no Brasil que os portugueses encontraram base sólida para formar uma sociedade firmada na agricultura, onde podiam explorar os habitantes locais para trabalho escravo, além da união sexual com as índias que aqui viviam. As diferenças se misturavam entre as raças. Já não era possível encontrarum tipo físico unificado, a raça já não tinha mais papel decisivo. A mistura cultural e genética, já não era presente somente em Portugal, mas também em outras partes da península. É certo que os portugueses são muito mais suscetíveis a miscigenação que os outros europeus, as sociedades coloniais formadas pelos portugueses são todas híbridas. No início da colonização no Brasil, São Paulo ePernambuco foram locais de foco de energia criadora, com poucas mulheres brancas e com uma grande mescla de sangue indígena. Já não era convencional dizer que eram genuinamente europeus. O que não impediu que os portugueses triunfassem no domínio da terra, onde tudo ocorreu rapidamente, com qualidades de permanência. Para os portuguêses, a mistura de raças e culturas foi uma vantagem para sua melhoradaptação, não só biológica como social. Pois isso foi uma forma de povoar os territórios brasileiros, além de fortalecer os aspectos físicos da raça branca. A união com a mulher índia, trouxe a multiplicação do colonizador mestiço, que além de povoar as terras, a mistura de raças formava seres mais resistente ao clima. O clima de um lugar exerce influência na formação da sociedade, pois eledetermina a produtividade da terra como fonte de nutrição e também como recurso de exploração econômica. Porém, o português teve que mudar bruscamente seu modo de alimentação e comportamento. Tudo mudou: o clima, o solo, o ambiente. O trabalho agrícola era feito pelo negro, porém coordenado pelo europeu. O português sofreu as novas circunstâncias de vida física, além da vida econômica e social. Aqui tudoera diferente, uma terra em que o solo era fértil, mas não podia plantar tudo o que quisesse. Os rios também não podiam ser aproveitados economicamente na lavoura, ocorriam enchentes e em outras épocas, secas. Havia muitas larvas, insetos e vermes nocivos ao homem. Os portugueses foram também os primeiros colonos que tiveram a disposição de povoar e defender militarmente o Brasil. Criaram colôniase deixaram seu país para imigrar com suas famílias. “Leroy-Beaulieu assinala como uma das vantagens da colonização portuguêsa da América tropical, pelo menos, diz ele, nos dois primeiros séculos, “a ausência completa de um sistema regular e complicado de administração”. A “liberdade de ação” característica do começo da vida brasileira, observa o economista francês no seu estudo sobre acolonização moderna”. (1) A partir de 1532, a colonização portuguesa, caracterizou-se pelo domínio da família rural ou semi-rural. Houve a colonização por indivídios (soldados, aventureiros, cristãos-novos fugidos à perseguição religiosa, náufragos, traficantes de escravos, de animais, madeira, etc.), porém, durou tão pouco que chegou a ser quase indiferente política e economicamente e não chegou a serdefinido como sistema colonizador. Haviam leis nos séculos XVI e XVII que condenava ao exilio eterno a ser pago no Brasil, os portugueses que cometiam crimes previstos pela lei de Portugal. Essa ação visava também interesses genéticos e de povoamento. Mas os condenados também eram atraídos pela possibilidade de uma vida livre e com muitas opções de mulheres (índias) nuas no Brasil. A família rural...
tracking img