Mulheres jovens e direitos humanos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1620 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A democracia feminista deve-se atendar à diversidade existente no feminismo

O texto de Alicia Miyares debate a questão da democracia e suas teorias de estado, principalmente a democracia feminista, incansavelmente discutido em alguns espaços feministas.
Falar de democracia feminista é trazer outra lógica para a teoria da democracia e discutir como as mulheres podem se apoderar dadiscussão a partir de uma perspectiva feminista que denuncia as desigualdades no acesso ao poder, entre outras coisas. Seria recriar/pensar a democracia a partir do sujeito feminista.

Não irei repetir os argumentos do texto, pretendo discutir a relação da democracia feminista com os movimentos sociais e a intervenção das mulheres jovens nesse contexto. Porém seria importante perceber que por mais queseja importante a questão da paridade e modificação da lógica de poder ao interior do Estado tal teoria deveria atentar-que as mulheres são desiguais (por muitos motivos, que perpassam questões sócio-culturais, geracionais/etários, raça/etnia, classe social, etc) e não há uma democracia universal, as democracias também são influencias por contextos sócio culturais. Acredito que a teoria dademocracia feminista deveria relacionar-se com os diversos contextos e desigualdades.

Feminismo e cidadania
Atualmente, para Vera Telles e Célia Paoli, os movimentos sociais estão ligados ao domínio político e causam impacto mediante a criação de políticas públicas, tanto no processo de construção quanto no de debate das mesmas.
As finalidades dos movimentos sociais são:
- ampliação dopolítico
- transformação de práticas dominantes
- aumento da cidadania
- inserção de atores sociais excluídos na política (PAOLI e TELLES, 2000: 122).

Os movimentos sociais podem ser construtores de novos conteúdos para o Estado, o que não significa que esses conteúdos se limitem ao Estado ou não estejam em conflito com ele. Entre esses conteúdos está a cidadania. Para entender acidadania e o contexto dos movimentos sociais seria interessante discutir o que o que Evelina Dagnino chama de nova concepção de cidadania, a qual, segundo a autora, passou a ser construída nos anos 1980 e 1990.
A nova cidadania assume uma redefinição da idéia de direitos, cujo ponto de partida é a concepção de um direito a ter direitos. Essa concepção não se limita a provisões legais, ao acesso adireitos definidos previamente ou à efetiva implementação de direitos formais abstratos. Ela inclui a invenção/criação de novos direitos, que surgem de lutas especificas e de suas práticas concretas. Nesse sentido, a própria determinação do significado de "direito" e a afirmação de algum valor ou ideal como direito são, em si mesmas, objetos de luta política. O direito à autonomia sobre o própriocorpo, o direito à proteção do meio ambiente, o direito à moradia, são exemplos (intencionalmente muito diferentes) dessa criação de direitos novos. Além disso, essa redefinição inclui não somente o direito à igualdade, como também o direito à diferença, que especifica, aprofunda e amplia o direito à igualdade. (DAGNINO, 2004: 104)
Além desse enfoque que refere-se ao próprio significado dodireito, a concepção de nova cidadania também é baseada na idéia dos sujeitos sociais enquanto agentes políticos construtores de significados e interventores no processo de alargamento da cidadania.
A nova cidadania, ao contrário das concepções vigentes no Brasil, não está vinculada a uma estratégia das classes dominantes e do Estado de incorporação política gradual dos setores excluídos, com oobjetivo de uma maior integração social ou com uma condição legal e política necessária para a instalação do capitalismo. A nova cidadania requer – é inclusive pensada como consistindo nesse processo – a constituição de sujeitos ativos (agentes políticos), defendendo o que consideram ser seus direitos e lutando para seu reconhecimento enquanto tais. Nesse sentido, é uma estratégia dos não- cidadãos,...
tracking img