Mulher negra no b

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1644 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1.4 A Mulher Negra

A realidade vivida pelas mulheres negras no Brasil é o retrato de um passado sombrio, e que ainda hoje permeia de forma crucial, ou seja, o que ocorre é um prolongamento da realidade vivida no período da escravidão, onde as mulheres negras eram submetidas a trabalhos forçados e de baixo cunho intelectual, sendo vistas pela sociedade com demérito e preconceito.
A falta deregistros sobre a participação das afro descendentes na participação na formação e no desenvolvimento do Brasil é gritante. Com exceção dos escritos sobre o sistema escravocrata e, por vezes, uma ou outra alusão ao mito Chica da Silva, não se encontraram muitas outras referências e informações sobre as mulheres negra sem nossos museus, currículos escolares, livros didáticos e/ou narrativasoficiais.
No Brasil Colonial, a mulher negra escrava, de modo geral, ou trabalhava nos serviços braçais junto aos homens, ou ocupava serviços domésticos na casa dos seus patrões, a mulher negra também era vitima de uma serie de abusos, sendo usada como satisfação sexual por muitos senhores e dominadores segundo (Prado Júnior, 1957, p. 342).
Os abusos sexuais foram elementos centrais para aconstituição da família e das relações coloniais, as mulheres negras eram forçadas a praticarem o sexo, apesar dos grandes discursos oficiais condenarem o habito errado entre homens casados e solteiros no abuso as negras, além disso as negras eram mão de obra escrava.
A igreja católica não se levantava a favor das mulheres negras como a favor das índias , de acordo com Gilberto Freyre (1986, p. 443) afirmaque as relações do branco com a mulher negra eram mais violentas do que com as índias.
Essa situação vivida durante anos no Brasil ainda hoje demostra suas marcas de forma mais profundas entre as mulheres negras. Como exemplo disto, o desemprego, baixo nível social, educação precária são pontos importantes a serem notados no contexto discriminatório vivido pelas mulheres negras.
Segundo aPesquisa de Emprego e Desemprego realizada pela DIEESE/SEADE e entidades regionais nos anos de 2004 e 2005, a proporção de negras com idade igual ou superior aos 10 anos inseridas na População Economicamente Ativa, comparando com as mulheres não-negras, é expressivamente maior. Em contra partida, comparando as mulheres não-negras, as mulheres negras possuem maior inserção em trabalhos de maiorvulnerabilidade. Estes aspectos apontam para maior dependência existente no segmento negro feminino referente ao trabalho. Outro fator que reforça a exclusão das mulheres negras é referente ao salario, varias pesquisas comprovam que a mesma ganha um valor inferior ao salario que é pago as não-negras, exemplificando isto

A desigualdade de cor é evidenciada, quando analisamos os ganhos por horas detrabalhadores, especialmente das mulheres negras, ficam mais evidentes não pelo rendimento mensal, mas pela cor, sendo a jornada de trabalho maior.
Para comprovar os dados foram feitas pesquisas nas regiões metropolitanas de salvador e de são Paulo, nestes lugares o rendimento por hora pelos negros correspondia a 48,7% e 52,7% em comparação a dos não-negros, em especialmente mulheres
Em2004-2005, destacaram-se, nesse sentido, os casos das regiões Metropolitanas de Salvador e de São Paulo, nestes locais o rendimento médio real por hora foi de 48,7% e 52,7%, respectivamente, em relação aos não-negros. A mulher negra no mercado de trabalho metropolitano: inserção marcada pela dupla discriminação trabalhadores equivaliam a 69,3% do recebido pelos não-negros.
Ainda, para a parcelapopulacional negra, o rendimento por hora das mulheres sempre é, em média, menor que o do homem em todas as regiões analisadas. Mas quando os rendimentos médios das mulheres negras são comparados aos dos homens não-negros, que estão no topo da escala dos ganhos do trabalho, a duplicidade de discriminações – de raça e de gênero – torna-se inquestionável. Em todas as regiões analisadas, o...
tracking img