Mst (movimento sem terra)

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1343 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Alckmin promete tolerância zero com invasões do MST
Este ano, 34 propriedades e três repartições públicas foram invadidas pelo bando
Carolina Freitas
Em meio a uma onda de invasões de terras em São Paulo, o governador do estado, Geraldo Alckmin (PSDB), enviou nesta segunda-feira um recado ao Movimento dos Sem-Terra (MST): “Em São Paulo, invadiu, desinvade". De acordo com o tucano, o estado vaiadotar tolerância zero com ações do bando. “Vamos apoiar a reforma agrária, mas não vamos tolerar invasão".

Os sem-terra ameaçam as autoridades com o que chamam de “Janeiro Quente”. Desde o início do ano, 34 propriedades e três repartições públicas foram invadidas no país. O governador paulista se disse preocupado com a situação. “A invasão é um desserviço à reforma agrária. A boa bandeira dareforma agrária fica maculada pelas invasões de propriedade, que causam uma enorme insegurança no campo", declarou.

Alckmin participou da abertura da Couromoda, na capital paulista, ao lado do governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), e do ministro Fernando Pimentel, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. O momento foi de troca de gentilezas. Tarso convidou Alckmin a firmarcom ele um pacto “político, social e financeiro” pelo bem da indústria nacional. Alckmin aceitou a proposta: “Tarso, estamos juntos".

O governador paulista reencontrou ainda o presidente da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf. Os dois foram adversários na eleição de 2010 para o governo estadual. Na época, Skaf fez duras críticas ao tucano. Agora, o clima mudou. “Desejo aosenhor um excelente mandato”, disse Skaf. “Reitero total apoio e o desejo de que juntos possamos fazer mais por São Paulo e pelo Brasil".

Objetivos do MST
Desde a fundação, o Movimento Sem Terra se organiza em torno de três objetivos principais:
• Lutar pela terra;
• Lutar por Reforma Agrária;
• Lutar por uma sociedade mais justa e fraterna.
Estes objetivos estão manifestos nosdocumentos que orientam a ação política do MST, definidos em nosso Congresso Nacionais e no Programa de Reforma Agrária.
Além disso, lutar por uma sociedade mais justa e fraterna significa que os trabalhadores e trabalhadores Sem Terra apóiam e se envolvem nas iniciativas que buscam solucionar os graves problemas estruturais do nosso país, como a desigualdade social e de renda, a discriminação de etnia egênero, a concentração da comunicação, a exploração do trabalhador urbano, etc. Sabemos que a solução para estes problemas só será possível por meio de um Projeto Popular para o Brasil - fruto da organização e mobilização dos trabalhadores e trabalhadoras. E confiamos que a realização da Reforma Agrária, democratizando o acesso à terra e produzindo alimentos, é nossa contribuição mais efetivapara a realização de um Projeto Popular.
Por isso, o MST participa também de articulações e organizações que buscam transformar a realidade e garantir estes direitos sociais. Nacionalmente, participamos do Fórum Nacional da Reforma Agrária, da Coordenação dos Movimentos Sociais e de campanhas permanentes ou conjunturais. Internacionalmente, somos parte da Via Campesina, que congrega os movimentossociais do campo dos cinco continentes.

Rumo às mobilizações e lutas sociais
O APROFUNDAMENTO da crise com suas mais variadas consequências — como o corte de verbas no orçamento das pastas sociais; a queda da produção industrial,agrícola e do crescimento econômico; e principalmente o aumento da taxa de desemprego com notícias diárias de demissões em massa pelas grandes empresas — já seria motivomais que suficiente para uma reação contundente da classe trabalhadora em nosso país. Entretanto, o que vemos ainda é um país em estado de dormência, que somente agora, com os ventos da crise, começa a dar sinais que pode acordar da anestesia da chamada “longa noite neoliberal”.
Aos poucos, o efeito em cadeia da crise, que no início era sentida somente por alguns setores, começa a atingir toda...
tracking img