Movimentos sociais dos trabalhadores sem terra e a saúde

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1519 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO PÁGINAS
1.0 Introdução................................................................................................02
2.0 Desenvolvimento......................................................................................03
3.0 ConsideraçõesFinais...............................................................................06
4.0 Referências Bibliográficas........................................................................07




INTRODUÇÃO

Com este artigo nós queremos relatar e investigar as relações entre saúde e trabalho de pequenos produtores rurais que vivem assentados em algumas regiões brasileiras nos Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem terra (MST).Considerando que em nosso território brasileiro existem assentamentos em diversas regiões, não vamos determinar em que região podemos buscar dados para iniciar esta pesquisa.
Dados do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) na região sul no estado de Mato Grosso do Sul, existiam cerca de 17.200 famílias assentadas em um projeto de assentamento que existia naquele estado. Nesse mesmoestado em 2001 foi criado um assentamento que ficou muito conhecido como Assentamento Fazenda Itamaraty, localizado próximo à fronteira com o Paraguai. Neste acampamento foram assentadas famílias que foram indicadas por quatro movimentos sociais muito conhecidos, e uma associação, dentre eles estão o Departamento Estadual dos Trabalhadores Rurais (DETR), a Central Única dos Trabalhadores (CUT), oMovimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), a Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Mato Grosso do Sul (FETAGRI), e a Associação dos Funcionários da Fazenda Itamaraty (AMFFI). (SCHMIDT, 1998).
Nesses acampamentos a violência e os acidentes constituem um dos principais problemas de saúde no país há algumas décadas. Analisando essa situação vamos descrever e investigar ascondições sanitárias e sócio ambientais relevantes a saúde dos habitantes dos acampamentos assentados pelo MST, pesquisaremos as condições de saúde, a fonte de água usada para consumo humano e a situação dos esgotos presentes nos acampamentos.

DESENVOLVIMENTO
No Brasil, a maioria das áreas demarcadas para assentamento do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) apresenta condições precárias desaneamento, o que junto a degradação sócio ambiental vem agravar as condições de saúde da população local.
Pouco se conhece sobre a saúde dos Trabalhadores do Movimento Sem Terra (MST), principalmente pela sua diversidade sócio cultural neste país (COIMBRA; SANTOS, 2003).
Na região norte do Brasil, mantenedora dos mais significativos remanescentes étnicos nacionais, se configuram os piores indicadoresde saneamento básico do país, onde, do total de água distribuída em sistemas públicos, 32,4% não recebem tratamento, enquanto 92,9% dos municípios não possuem sequer redes de esgotamentos. (IBGE, 2002)
Com o efeito, a situação do saneamento ambiental, as práticas sanitárias, e os indicadores epidemiológicos de saúde em comunidades estudadas vêm provendo resultados bastante preocupantes, comoelevadas taxas de parasitoses intestinais (FONTBONNE et al., 2001; SANTOS et al., 2003) e significativos fatores de riscos de doenças diarreicas agudas por distintas causas como infecções por rotavirus (LINHARES, 1992) dentre outros problemas de saúde inerentes as condições de vida desses grupos.
É conveniente salientar que, em acréscimo a falta de serviço essenciais oferecidos a essas populações comoágua tratada, instalações sanitárias, serviços de esgoto e coleta de resíduos sólidos, outras particularidades, como as referentes ao ambiente, aos valores, costumes e práticas sanitárias, configuram um conjunto peculiar de fatores de risco.
Orrico (2003) refere em seus estudos a dificuldade de adequar soluções sanitárias a particularidades locais, sobre tudo quanto à questão de adesão da...
tracking img