Motocross

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1393 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O esporte de MotoCross no Brasil

No Brasil o MotoCross teve inicio em São Paulo aproximadamente no ano de 1919. Na cidade Itapecerica existia um circuito muito tradicional na época, recebendo a primeira corrida no país, lá foram percorridos 240 km de prova vencidos por Guilherme Spera.
Após anos de campeonatos dentro do estado de São Paulo, em 1932 aconteceu a primeira prova realizada fora doestado, no Rio de Janeiro.
O motociclimo no Brasil durante a segunda guerra mundial passa por um momento precário devido à falta de combustível e pela proibição da importação de motos preparadas, sendo a maioria delas italianas. Passado este período surge a Confederação Brasileira de Motociclismo (1948) que após um ano de seu surgimento se filia a FIM (Fédération Intertionale de Motocyclisme). Afiliação com a FIM traria vários benefícios ao esporte no Brasil através dos planos de marketing sobre os campeonatos internacionais visando fortalecer a modalidade no país.
O grande trauma no Motociclismo Nacional ocorreu no ano de 1954, quando políticos paulistas na tentativa fracassada de organizar uma competição internacional foram punidos pela FIM, ficando a Confederação Brasileira deMotociclismo (CBM) suspensa por um período de dez anos. Após o fracasso, em meatos de 1970 o esporte nacional volta a ter forças, ganhando novamente credibilidade no exterior.
O mundo velho do MotoCross influenciou os motociclistas brasileiros a darem o primeiro ponta pé nas corridas de MX em 1971. Dois anos mais tarde, foi criado o campeonato brasileiro da modalidade MX, com vitória do catarinenseNivanor Bernardi. 

Na década de 80 surge os investimentos pelas grandes empresas de cigarro e motocicletas. A Marlboro patrocinou o Campeonato Brasileiro e a sua concorrente, Hollywood, diferentemente criou sua própria competição chamando-a de Hollywood Motocross. As etapas sempre foram bem organizadas, com belas pistas, gates lotados de pilotos e arquibancadas com públicos fanáticos; na épocafoi o evento mais badalado.

Além disso, a marca de motocicletas Yamaha investiu forte em pilotos e treinamento; trazendo o finlandês Heikki Mikkola, quatro vezes campeão mundial, para coordenar os cursos no centro de treinamento da marca. Depois desta experiencia positiva, formou uma equipe com os dois grandes pilotos americanos Rodney Smith e Kenny Keylon. 

O MotoCross ganhou visibilidadeno país e novos nomes como Álvaro “Paraguaio” Cândido Filho, Jorge Negretti, Rogério Nogueira, Eduardo Saçaki, Cássio Garcia e Gilberto “Nuno” Narezzi começaram a se destacar no esporte.

Neste período também aconteceram os primeiros campeonatos mundiais no Brasil. A estréia foi em 1985, em Nova Lima, Minas Gerais. Foi uma prova de 125cc, vencida pelo finlandês Pekka Vehkonen que pilotava umamoto da marca italiana Cagiva.

Na década de 90 o esporte vive novamente um momento difícil. As grandes empresas de cigarro já não eram mais patrocinadoras do MotoCross. Nesta fase a Honda entra em uma parceria com a CBM trazendo fôlego para o campeonato nacional. 

Da metade da década em diante, “Chumbinho”, Rafael Ramos, Massoud Nassar Neto e Paulinho Stedile começaram a gravar seus nomes nahistória do esporte. Neste período também aconteceu o Skol Supercross, o mais organizado e duradouro campeonato da modalidade no Brasil.

Com a chegada do novo milênio vieram novos parceiros, novos pilotos, novas categorias. O mineiro Antônio Jorge Balbi Júnior firmou-se como principal piloto nacional, fazendo temporadas impressionantes nos campeonatos norte-americanos, algo impensável até ofinal da década de 90. O piloto ganhou títulos nas duas principais categorias do Campeonato Brasileiro. Ao lado dele, também apareceram Swian Zanoni, João Paulino, Wellington Garcia e Leandro Silva.

Neste período consolidou-se a categoria MX3, contribuindo para que os pilotos como “Chumbinho”, Cássio Garcia, Cristiano Lopes, Paulo Stedile, entre outros, continuassem competindo e alimentando a...
tracking img