Motivação

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1033 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Motivação
A teoria de Mc Gregor é na verdade um conjunto de dois extremos opostos de suposições. Estes conjuntos foram denominados “X” e “Y”. Por esse motivo, também é conhecida pelo nome de “Teoria X e Teoria Y”.
Para Mc Gregor, se aceitarmos a teoria “X”, e nos comportarmos de acordo com ela, as pessoas se mostrarão preguiçosas e desmotivadas. Já se aceitarmos a teoria “Y”, aspessoas com quem interagimos se mostrarão motivadas.
As duas teorias conforme John R. Maher:
TEORIA X
O homem médio não gosta do trabalho e o evita;
Ele precisa ser forçado, controlado e dirigido;
O homem prefere ser dirigido e tem pouca ambição;
Ele busca apenas a segurança.
TEORIA Y
O dispêndio de esforço no trabalho é algo natural;
Ocontrole externo e a ameaça não são meios adequados de se obter no trabalho;
O homem exercerá autocontrole e autodireção, se suas necessidades forem satisfeitas;
A pessoa média busca responsabilidade;
O empregado exercerá e usará sua engenhosidade, quando lhe permitirem autodireção e autocontrole.

Tipos de motivação
A motivação mais fácil de analisar, ao menossuperficialmente, é aquele baseado em necessidades fisiológicas óbvias. Incluem a fome, sede e escapar da dor. No entanto, mesmo essas motivações básicas são modificadas e mediadas através de influências sociais e culturais de vários tipos.
No próximo nível, estão as motivações que tem uma base biológica obvia, mas que não são requeridas para sobrevivência imediata do organismo.
Essasimportantes necessidades biológicas tendem a gerar emoções mais poderosas, dando origem a motivações mais poderosas. Isso é descrito no modelo de necessidades de Abraham Maslow. Sendo alocada no sistema de produção.
Uma distinção pode ser feita entre motivação direta ou indireta; na direta, a ação satisfaz a necessidade, e na motivação indireta, a ação satisfaz uns objetivosintermediários, que por sua vez pode direcionar na satisfação de uma necessidade. Em um ambiente de trabalho, dinheiro é tipicamente visto como uma poderosa motivação indireta, enquanto satisfação com o trabalho e um ambiente social agradável são motivações mais diretas.
Coerção é permanente, é considerada escravidão. Embora a coerção seja considerada moralmente repreensível em muitas filosofias, ela élargamente praticada em prisioneiros ou na forma de convocação militar. Coerções de sucesso naturalmente são prioritárias sobre outros tipos de motivação.
O autocontrole da motivação é crescentemente entendido como um subconjunto da inteligência emocional: uma pessoa pode ser altamente inteligente de acordo com uma definição mais conservadora, no entanto, não tem motivação para dedicar suainteligência para certas tarefas.
Pessoas são levadas á ação pelos seguintes fatores:
Pressão social: um funcionário procura progredir na empresa porque é isso que se espera dele.
Fatores internos: encontramos pessoas que agem por conta própria. São pessoas auto motivadas que agem em função do que julgam bom para elas e para o bem comum.
Fatores humanos: condições detrabalho e conforto, políticas da organização, relações com o supervisor, competência técnica do supervisor, salários, segurança no cargo, relações com colegas. Afetam a “satisfação“ da pessoa.
Fatores motivacionais: delegação de responsabilidade, liberdade de decidir como executar o trabalho, promoção, uso pleno das habilidades pessoais, estabelecimento de objetivos. Afetam a “motivação” dapessoa.
Existem outras três teorias:
A Valencia é a importância colocada na recompensa. Expectativa é a crença de que os esforços estão ligados a performance. Instrumentalidade é a esta relacionada as recompensas.
Outro aspecto da teoria diz que uma pessoa só aplica esforço se há uma chance de ela alcançar um determinado desempenho. Alcançar essa performance faria com que...
tracking img