Morte e vida severina

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 77 (19205 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
POESIA CONCRETA E VISUAL
A poesia de João Cabral de Melo Neto é um marco dentro da literatura brasileira. Sua obra desencadeia uma revolução formal das mais importantes na história da poesia do nosso país e representa a maturidade das conquistas estéticas mais radicais do século XX.

Opondo-se ao principal curso da poética nacional que sempre fora sentimental, retórica, ornamental, João Cabralde Melo Neto constrói uma poesia não-lírica, não-confessional, presa à realidade e dirigida ao intelecto. Apesar de pertencer cronologicamente à geração de 45, formada por nomes como Péricles da Silva Ramos, Geraldo Vidigal, Ciro Pimentel e outros, Cabral não se enquadra esteticamente nesta geração. A geração de 45 propunha um retorno às formas tradicionais do verso, como o soneto, e negava oexperimentalismo dos modernistas de 1922. João Cabral é tido como o único poeta da geração de 45 que influencia a forte geração posterior, formada pela vanguarda brasileira dos anos 50 e 60 sobretudo a vanguarda concreta.
"Pode-se dizer que ele não tem antecedentes na poesia brasileira, a obra dele tem conseqüentes. Porque é a poesia concreta que vai manter, continuar, expandir e levar para outroscaminhos essa linhagem de uma poesia não sentimental, de uma poesia objetiva, uma poesia de concretude, uma poesia crítica, como é a poesia de João." 
Augusto de Campos, poeta e ensaísta
A este respeito disse João Cabral:
"A poesia concreta é muito mais visual do que auditiva e talvez resida aí a possível influência minha sobre ela. A poesia concreta é muito interessante e não precisava de mimpra ser o que ela é."
A poesia concreta brasileira interessou a muita gente e não só no Brasil. Em 1966 houve na Bélgica um importante festival de poesia e, segundo o próprio João Cabral que estava lá a serviço do Itamaraty, o assunto principal, em discussão no festival, foi a poesia concreta no Brasil.
Em 50 anos de intensa atividade literária, João Cabral de Melo Neto publicou 18 livros depoemas e 2 autos dramáticos"Morte e Vida Severina" e "Auto do Frade". 

Poeta do rigor, não existe em sua obra "o livro mais importante" mas sim um conjunto de poemas fundamentais da literatura brasileira. Em prosa, Cabral sempre escreveu pouco, seu ensaio mais significativo foi Joan Miró sobre o pintor espanhol, publicado em Barcelona em 1950, com ilustrações do próprio Miró.
A poesia de JoãoCabral de Melo Neto pode ser dividida em dois módulos distintos, propostos pelo próprio poeta ao publicar o livro Duas Águas, de 1956. Uma água construtiva e outra participante.

A primeira água seria formada pelos poemas experimentais, arquitetônicos, feitos para poetas e que versam sobre o próprio fazer poético.

A água participante volta-se para a problemática social do homem do nordeste e éformada por obras como "O cão sem plumas" e "O rio" que são poemas longos sobre os miseráveis habitantes dos manguezais do rio Capibaribe. Apesar do mesmo rigor estético das obras construtivistas, atingem com mais facilidade o leitor comum, pois lidam com problemas universais do ser humano: a fome, a miséria, as diferenças sociais.
O escritor e ensaísta Décio Pignatari não concorda com estadivisão. 
"Eu acho que é reducionista e prejudica o entendimento da obra de João Cabral. O pessoal da Academia de Letras e os acadêmicos da Universidade se contentam com esta divisão e acham que ela explica tudo. Mas não é bem assim. João Cabral sustenta uma enorme crise, um debate que nunca se resolve, entre a obra de arte em si e a obra de arte enquanto instrumento de melhoramento e aperfeiçoamentosocial. Ele mantém esta contradição constantemente, e isto impregna toda a obra dele. O conflito é rico e é muito mais entranhado."
Trechos do poema
ALTO DO TRAPUÁ
(Paisagem com Figuras - 1954 - 1955) |
Já fostes algum dia espiar 
do alto do Engenho Trapuá? 
Fica na estrada de Nazaré, 
antes de Tracunhaém.
Por um caminho à direita 
se vai ter a uma igreja 
que tem um mirante que está...
tracking img