“Moradores em situação de rua”

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1214 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
“MORADORES EM SITUAÇÃO DE RUA”
TRABALHO EM GRUPO - TG
3º Bimestre

Aluno(s):



2012

Trabalho em Grupo
3º bimestre - Serviço Social 2012.
Estudos Disciplinares I

Descreva quais os fatores responsáveis na atualidade por levarem algumas pessoas a viverem nas ruas.


Trabalho elaborado para o cumprimento
de atividades interdisciplinares do segundosemestre do curso de serviço social sob a
orientação do Professora Márcia Toledo.

POLO
Arujá
2012


SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO ...................................................................................................................03


2 DESENVOLVIMENTO......................................................................................................03
2.1 Qual o papel da sociedade?..............................................................................................04
2.2 Entrevista com morador em situação de rua..................................................................05


3 CONCLUSÃO......................................................................................................................05


REFERÊNCIAS ......................................................................................................................05

1. INTRODUÇÃO

Acostumados aos olhares indiferentes dos que passam, eles carregam histórias tristes e conflituosas que dificilmente ganham voz no meio da multidão. Sãopessoas que por diversos motivos entre eles: conflitos familiares, desemprego e o uso de drogas e álcool, deixaram seus lares para tentar a sorte na rua e agora buscam no álcool e nas drogas uma forma de anestesiar a amargura, o frio e a falta de esperança.
No âmbito do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, para fins instrumentais, a seguinte definição para moradores em situaçãode rua: “Grupo populacional heterogêneo, caracterizado por sua condição de pobreza extrema, pela interrupção ou fragilidade dos vínculos familiares e pela falta de moradia convencional regular. São pessoas compelidas a habitar logradouros públicos (ruas, praças, cemitérios etc.), áreas degradadas (galpões e prédios abandonados, ruínas etc.) e, ocasionalmente, utilizar abrigos e albergues parapernoitar”.

2. DESENVOLVIMENTO
Segundo a definição de cientistas sociais, exclusão social relaciona-se com situação extrema de ruptura de relações familiares e afetivas, além de ruptura total ou parcial com o mercado de trabalho e de não participação social efetiva.
Essas pessoas relacionam-se com a rua, segundo parâmetros temporais e identitários diferenciados, com os vínculos familiares,comunitários ou institucionais presentes e ausentes. Possuem a característica de estabelecer no espaço público da rua seu palco de relações privadas, o que as caracteriza como “população em situação de rua” e a sociedade costumava restringir-se às pulsões assistencialistas, paternalistas, autoritárias e de “higienização social”, no sentido da limpeza dos locais públicos.
O surgimento da populaçãoem situação de rua é um dos reflexos da exclusão social, que a cada dia atinge e prejudica uma quantidade maior de pessoas que não se enquadram no atual modelo econômico, o qual exige do trabalhador uma qualificação profissional, embora esta seja inacessível à maioria da população. É evidente a carência de pesquisas e políticas publicas voltadas para essa população em nível nacional. Entretanto,por meio de uma pesquisa realizada em 2007 pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate a Fome, constatou-se que os principais motivos que levam as pessoas a viver e morar na rua estão relacionado a problemas de alcoolismo ou drogas (35,5%), de desemprego (29,8%) e de desavenças com parentes (29,1%).

Moradores em situação de rua são vistos por todos os cantos do país, mas ninguém se...
tracking img