Montagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (948 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Edgington & Hayter (2001) citam o CKD no caso da Toyota na Tailândia.Devido à estratégia do governo deste país em promover a substituição e importações através dasbarreiras tarifárias aos CBU e a peças importadas, ela foi forçada a buscar a internalização, e conseqüentemente a transferência de tecnologia, para alcançar o mercado interno de formacompetitiva e lucrativa.
Mencionam ainda as barreiras tarifárias e não tarifárias ao CBU, CKD e aos componentes importados dos veículos, como motivo chave e determinante por trásda decisãode iniciar a produção local no Brasil, Índia e China.
Kumar et al. (2002) apud Okada (2004) e Madanmohan et al. (2004) associam o uso do CKD e do SKD ao processo detransferência de tecnologia.
Em seguida, ocorre transição para o SKD, quando é instalada a primeira estrutura de produção local, tendo início a exportação e montagem através de móduloscompostos por grandes partes do veículo.
O termo CKD foi concebido pela indústria automotiva. , e diz respeito a um tipo de produção que possa ser realizada com pequenosinvestimentos e com nenhum, ou um pequeno número de itens fornecidos localmente (Urban & Stirzel, 2006). É caracterizado pela produção de baixo volume de veículos (Moran, 2000; TDSlogistics, 2007), com pequeno número de variantes, e com custos reduzidos (TDS logistics, 2007).
O CKD corresponde à criação de um "lote" que contém o conjunto daspeças necessáriaspara a montagem de um veículo ou uma certa quantidade de veículos (Wikipédia, 2007). O tamanho do lote é constante, por exemplo, 12, 24, 96 veículos, e normalmente sãonecessárias soluções sofisticadas relacionadas à engenharia de embalagem (TDS logistics, 2007).
Com o envio exato de peças relativas a uma quantidade determinada de veículos, o CKD...
tracking img