Monotorizaçao de farmacos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1483 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Monitorização de fármacos

O conceito de monitorização de fármacos tem sofrido, nos últimos tempos, alterações bastante significativas. Inicialmente, este conceito englobava apenas o controlo dos efeitos terapêuticos através da determinação das concentrações séricas do fármaco – monitorização terapêutica de fármacos (TDM). Na actualidade, apresenta-se em implementação um novo conceito comvista à monitorização do doente na sua globalidade. Abrange, não só a TDM mas também a determinação de biomarcadores fisiológicos como ferramenta para a avaliação de possível toxicidade em determinado órgão – monitorização clínica. Para além das vantagens que apresenta para o doente, nomeadamente, aumento da eficácia terapêutica e diminuição dos efeitos adversos, esta prática tem demonstrado umaóptima relação custo-benefício. Por exemplo, diminuindo os efeitos adversos, pode diminuir-se o número e/ou tempo de hospitalizações, que por sua vez leva a uma redução dos custos hospitalares.
Todos os doentes sujeitos a determinada terapêutica devem ser monitorizados clinicamente por forma a avaliar a eficácia do tratamento e detectar efeitos adversos. [1] No entanto, existem situações que exigemuma monitorização mais cuidada. Exemplo disso são grupos de fármacos que apresentam uma margem terapêutica estreita, em que a dose tóxica é facilmente atingida; tratamentos crónicos que podem conduzir a alterações metabólicas e fármacos com efeito terapêutico afectado pela variabilidade interindividual (sexo, idade, patologias associadas, …). É também útil em certos grupos de doentes, tais comoinsuficientes hepáticos e renais; crianças, grávidas e idosos; doentes com polimorfismos genéticos que comprometam o metabolismo ou mecanismo de acção dos fármacos e ainda doentes polimedicados, mais susceptíveis a interacções medicamentosas. [2]
O aspecto mais relevante da monitorização clínica é a detecção e controlo da acção tóxica dos fármacos, nomeadamente, através da determinação debiomarcadores fisiológicos. [2] Um fármaco que necessita de um rigoroso controlo, devido às suas características, é a doxorrubicina. Esta é um antibiótico do grupo das antraciclinas que pertence ao grupo farmacoterapêutico dos citotóxicos. Apresenta múltiplos mecanismos de acção, desde intercalação no ADN, inibição da enzima topoisomerase II e formação de espécies reactivas de oxigénio (ROS). É usada notratamento de múltiplas neoplasias, como por exemplo cancro do pulmão de pequenas células, da mama ou carcinoma avançado do ovário. A doxorrubicina é utilizada frequentemente em esquemas quimioterapêuticos de associação com outros citotóxicos, sendo que a determinação da sua dose terapêutica é influenciada por diversas variáveis (superfície corporal, tipo e estadio do tumor, …), não sendo possívelestabelecer uma dose standard.
Tal como qualquer citotóxico, a estreita margem terapêutica associada aos graves efeitos tóxicos exigem uma monitorização extremamente cuidada da doxorrubicina. Desde logo, para determinação da dose terapêutica administrada ao doente deve ser monitorizada a bilirrubina total sérica tanto no início como durante o tratamento. Isto porque, sendo este fármacoeliminado principalmente pelo sistema hepatobiliar, doentes com disfunção hepática ou com obstrução do fluxo biliar podem apresentar uma menor taxa de eliminação do fármaco, resultando em efeitos secundários graves. Um aumento dos níveis séricos de bilirrubina total pode ser indicativo de problemas na conjugação da bilirrubina ou na sua eliminação e por esse motivo a dose terapêutica tem que ser menor.Devem ainda ser determinadas as AST, ALT, ALP e LDH a fim de avaliar a função hepática, visto que, níveis elevados destes parâmetros são indicativos de lesão hepatocelular. Também nos doentes com função renal comprometida a dose de fármaco administrada deve ser ajustada.
A doxorrubicina pode induzir variadíssimos efeitos tóxicos, entre os quais hematotoxicidade. Pode actuar ao nível da...
tracking img