Monografia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 43 (10535 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
1. INTRODUÇÃO

Nos dias atuais é comum a prática delituosa cometida por um menor de idade, mas que soluções devem tomar os políticos e a sociedade em geral? O objetivo maior é compreender quais são os fatores condicionantes para que o jovem ingresse na criminalidade, seja o adolescente desprovido de uma vida digna como aqueles que vivem em situação de risco, seja ele portador decondições econômicas favoráveis.
Existem os que acreditam que a deliquência não se encontra apenas nos delitos, mas também em desigualdades sociais que podem ser notoriamente percebidas na má distribuição de renda e no salário mínimo que não assegura as necessidades mais básicas de uma família brasileira.
Outros defendem que a aprovação de projetos que tramitam no congresso nacional arespeito da redução da maioridade penal poderá atingir os menores que são vitimas da falta de um sistema protetivo eficaz, oriundos da desagregação familiar, da miséria instalada no país, que muitas vezes força crianças a iniciarem o trabalho precocemente para ajudar seus pais na renda familiar, quando deveriam está em escolas para garantir um futuro digno.
Enfim, são muitas as diversidades depensamentos que propõem as soluções cabíveis para, senão a erradicação, mas a amenização do problema. O fato é que ele está em uma escala crescente e urge a necessidade de um olhar mais crítico sobre esta escalada.
O presente trabalho traz uma reflexão sobre o tema nas mais variadas esferas e quais a medidas que estão sendo adotadas, mais especificamente na cidade de Belo Jardim / PE.No seu primeiro capítulo, a delinquência juvenil é abordada em diversos ângulos que vão, desde a relação de crianças e adolescentes com a família e a sociedade até os fatores que podem desencadear o problema. Não foram deixados de lado, a relação dos jovens com as drogas e os números desta mazela dentro do contexto atual.
O segundo capítulo trata, especificamente, da cidade de BeloJardim / PE, trazendo o perfil econômico-social da cidade, bem como uma apresentação do problema à nível de município e as ações que estão implantadas visando o seu combate.
O seu objetivo geral é compreender a delinqüência infanto-juvenil em Belo Jardim, identificando as discrepâncias que possam denotar as diferentes realidades sociais, na área de Segurança Pública e no bem estar dasociedade, mostrando os mecanismos que atualmente possibilitam uma melhor prestação de serviços no combate e na recuperação de menores infratores. Como objetivos específicos, procura-se identificar as causas e os efeitos da violência infanto-juvenil não só em Belo Jardim, como no restante do país, apontando soluções para amenizá-la e conscientizando a população de que Segurança Pública éresponsabilidade de todos.
A delinquência em todos os seus aspectos envolve comportamentos que tendem a ferir ou ferem outra pessoa ou causam danos à mesma, eis aí, a justificativa do presente Trabalho. O egoísmo, o individualismo e atitudes de humilhar, prejudicar e violentar os direitos do outro são ações que ocorrem em todas as classes sociais. A diferença está nas tipificações doscomportamentos, mas a essência, que é o eu em detrimento do outro, é a mesma em todas as classes sociais. Não parece adequada a expressão universalização da maldade porque é uma forma generalizada de compreender padrões complexos de condutas. Tais padrões precisam ser analisados em três níveis: filogenético, individual e cultural. A sociedade, no entanto, corre o risco de se acostumar com a maldade, ou seja,atribuir normalidade e se dessensibilizar em relação a situações que precisariam causar indignação que, por sua vez, motivariam tais condutas.

CAPÍTULO I

INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA

O conceito de infância e adolescência é uma invenção própria da sociedade industrial, ligado às leis trabalhistas e ao sistema educacional que torna o jovem dependente dos pais. Ariès (1986) diz que:...
tracking img