Monografia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1734 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
SOCIOLOGIA

Goiânia, Go.
2009

SOCIOLOGIA

Trabalho apresentado ao Curso Administração de Empresas – Bacharelado da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para a disciplina Sociologia - Portfolio.

Orientador: Prof. Wilson Sanches

Goiânia, Go.
2009

ATIVIDADE PROPOSTA

RESENHA CRÍTICA

1986 – “ TRABALHO: a categoria chave da sociologia?”, autor Claus Offe, publicado, em inglês,em Disorganized Capitalism: contemporary transformations of work and politics. Oxford, Basil Blackwell. Traduzido do inglês por Lucia Hippolito.

RESUMO DA OBRA

Este artigo é constituído de 12 (doze) páginas que traduz a visão do autor Claus Offe através de estudos a “sociedade do trabalho”.
Na primeira página, o autor inicia o artigo nos dizendo que as tradições clássicas da Sociologiaburguesa e da Sociologia marxista compartilham a visão de que o trabalho constitui o fato sociológico fundamental; constroem a sociedade moderna e sua dinâmica central côo uma “sociedade do trabalho” (Dahrendorf, 1980. Guggenberger, 1982). Desprezando o conceito de uma “sociedade do trabalho”, como uma trivialidade sociológica, na medida em que o conceito se refere a uma “eterna necessidade naturalda vida social” (Marx). É importante explicitar o papel específico representado pelo trabalho, pela divisão do trabalho, pelas classes trabalhadoras, pelas regras de trabalho, pela organização do trabalho e seu conceito correspondente de racionalidade na Sociologia clássica. A finalidade da teoria sociológica pode ser resumida, em geral, como o exame dos princípios que moldam a estrutura dasociedade programa sua integração ou seus conflitos e regulam seu desenvolvimento objetivo, sua auto-imagem e seu futuro. Século XVIII e o final da I Guerra Mundial os princípios organizativos da dinâmica das estruturas sociais, concluiu-se que ao trabalho foi atribuída uma posição-chave na teoria sociológica. O modelo de uma sociedade burguesa gananciosa, preocupada com o trabalho, movida por suaracionalidade e abalada pelos conflitos trabalhistas constitui em diferentes abordagens metodológicas e conclusões teóricas de Marx, Weber e Durkheim. Claus Offe aponta três pontos que levaram cientistas sociais e teóricos políticos a considerar o trabalho como pedra-de-toque da teoria social: trabalho separado de outras atividades e esferas sociais – “personificar” o trabalho na categoria social do“trabalhador”; Trabalho “livre”, desvinculado dos laços feudais; “Antiga hierarquia entre atividades “nobres” e “vulgares”, entre aquelas meramente úteis ou necessárias e as significativamente auto-expressivas”; “A proletarização da força de trabalho e a degradação moral da ganância, induzidas pela utilização industrial desta força de trabalho, conduzem à dominação da racionalidade intencional, e seusdois componentes são mais claramente distinguíveis em Marx que em Weber”. Claus Offe escreve que Marx e Weber concordam que a racionalidade estratégica da contabilidade do capital e a separação do trabalho em relação às unidades domésticas imediatas, aos critérios de valor de uso, ao ritmo da fome e da satisfação, constituem a principal força-motriz subjacente à racionalização formal dassociedades capitalistas.
A segunda e terceira página o autor Claus fala do declínio do modelo de pesquisa social “centrado no trabalho”, que pesquisas sociológicas sobre a vida cotidiana também representam uma ruptura com a idéia de que a esfera do trabalho tem um poder relativamente privilegiado para determinar a consciência e a ação social. A estratificação e mobilidade, procuram compreender oparâmetro estrutural “crucial” da realidade social através de variáveis como status ocupacional e prestígio, sofrendo uma revisão no sentido maior das variáveis como sexo, idade, status familiar, saúde, identidade étnica, direitos coletivos e reivindicações legais. Com essas observações sobre o estado atual sociológico, talvez não seja muito arriscado sustentar que a defesa rígida de modelos sociais...
tracking img