Monografia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 37 (9108 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E TECNOLOGIAS
CAMPUS XIX – CAMAÇARI
PROGRAMA REDE UNEB – 2000 SIMÕES FILHO – Ba

AURELICIA DE SOUZA PORTELA
CATARINA MIRANDA SILVA
MARIA CÉLIA OLIVEIRA ROCHA
SONIA GOMES OLIVEIRA DA CUNHA

A IMPORTÂNCIA DA FALA DO ALUNO NA SALA DE AULA, NAS SÉRIES INICIAIS NO MUNICÍPIO DE SIMÔES FILHO.

Simões Filho
2011
AURELICIA DESOUZA PORTELA
CATARINA MIRANDA SILVA
MARIA CÉLIA OLIVEIRA ROCHA
SONIA GOMES OLIVEIRA DA CUNHA



A IMPORTÂNCIA DA FALA DOALUNO NA SALA DE AULA, NAS SÉRIES INICIAIS NO MUNICÍPIO DE SIMÕES FILHO

Monografia apresentada á rede UNEB 2000, como produção acadêmica do curso de Licenciatura Plena em Pedagogia com Habilitação nas Séries Iniciais do Ensino Fundamental.Orientador: Professora Isnaia Freire
.

Simões Filho
2011

RESUMO

Considerando que os espaços que compreendem a escola, são ambientes de aprendizagem e que a sala de aula é de fundamental importância neste contexto, elegemos este tema com o objetivo de evidenciar se na construção do conhecimento na sala de aula existe o espaço para a fala do aluno (colocações, questionamentos) ese de fato esta fala e/ou a escuta que é dispensada para a mesma estimula nesta relação entre o professor e o aluno a formação de valores, regras e atitudes recomendáveis como requisitos para que o aluno exerça sua cidadania na busca de uma aprendizagem significativa.

Palavras-chave: Fala; Escuta; Cidadania; Aprendizagem; Afetividade.

OBJETIVO GERAL

Valorizar um espaço para a fala do alunona sala de aula.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

• Proporcionar um ambiente amigo e de troca de solidariedade;
• Oferecer ao aluno um espaço para as colocações e questionamentos;
• Oportunizar ao aluno um momento de construção da personalidade;
• Conduzir o aluno a interação;
• Transmitir conhecimentos com afeto;
• Promover um momento para lidar com as emoções e conflitos.

INTRODUÇÃO

Osespaços escolares são de fundamental importância para a sociedade. Esses espaços que são os ambientes de aprendizagem devem permitir uma aprendizagem participativa e plural.

Ora, para que de fato aconteça o que o parágrafo acima afirma, torna-se necessário compreender que os alunos são a razão da existência desses ambientes. Logo, devem ser escutados seus problemas, questionamentos e colocações.Reconhecer os alunos como sujeitos das situações em vez de objetos significa que eles têm voz e vez, ou seja, que eles podem falar por si mesmos relatando assim visões e experiências válidas.

Os educadores na sua maioria estão tão preocupados com os conteúdos que têm que cumprir, ou com os recursos que estão à disposição que não é levado em consideração às informações que permitem traçar umperfil dos seus alunos.

Dentre os vários ambientes de aprendizagem na escola, a sala de aula é o mais representativo. É um lugar onde ocorrem várias interações, circula e se constrói o saber, e onde são percebidas as diferenças e as relações de poder. Portanto, a sala de aula é um verdadeiro ambiente de trocas.

Podemos afirmar baseadas nas nossas experiências que se na sala de aula ascolocações e os questionamentos trazidos pelos alunos forem tratados de forma includente, dialógica, participativa e cidadã, no futuro teremos uma realidade fundada nesses mesmos valores. Para tanto acreditamos que associada à técnica de aprendizagem do professor, deve estar presente sua sensibilidade de proporcionar na sua sala de aula abertura para que seu aluno fale das suas inquietações.

O espaçoeducativo é rico em relações comunicativas, em recursos de linguagem que podem favorecer a aprendizagem. Se o aluno na sala de aula não perceber meios e espaços para se comunicar é muito provável que isso o desmotive. No entanto, quando nos reunimos para tomarmos decisões em favor da pesquisa monográfica que iríamos fazer a fala do aluno e a escuta que é dada para esta fala foi gritante dentro...
tracking img