Monografia de serpentes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1396 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

Desde seu papel como a criatura que tentou Eva na Bíblia até suas aparições regulares nos livros e filmes de Harry Potter, as cobras têm serpenteado pelo mundo da mitologia e cultura popular em lendas originadas do medo e da fascinação.
Em mais de 130 milhões de anos sobre a face da Terra, as cobras se desenvolveram comovertebrados altamente versáteis, esnobando sua habilidade de escalar verticalmente, arremessar-se na água e em algumas espécies até “voar” - e  tudo sem a presença de membros. Junte toda essa mobilidade, sua onipresença por todo o globo e uma picada às vezes fatal  e você entenderá  por que elas são mitos tão fenomenais.
Boa Constrictor (Jiboia)
|
Nestamonografia vamos verter um pouco do seu mistério. Você aprenderá como as cobras se defendem, como matam e comem suas presas, como atraem seus parceiros e se reproduzem.
Este tema é importante, pois o conhecimento sobre esses répteis são de vital importância para a ciência. O veneno de algumas espécies tem importância médica. Algumas pesquisas já estãoutilizando o veneno de algumas serpentes para tratar pacientes com câncer e hipertensão, além do desenvolvimento de analgésicos e colas cicatrizantes. Lembrando que o antidoto para o veneno de uma serpente é “ele mesmo”.

Classificação
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Ordem: Squamata
Subordem: Serpentes
As serpentes pertencem a subordemOfídia, ordem Squamata e classe Reptilia, onde suas características principais são a ausência de membros locomotores, pálpebras moveis e orifício auditivo e uma característica especial que faz com que tenham uma grande abertura da mandíbula, possibilitando engolir pressas maiores que sua boca.

Diversidade

No mundo existem cerca de 2500 espécies deserpentes espalhadas pelos quatro continentes. No Brasil temos 250 espécies de serpentes das quais 70 são peçonhentas.

Evolução
As serpentes estão mais profundamente relacionadas à  lagartos varanoides, muito embora não haja uma identificação mais clara sobre qual seria o grupo de varanoides mais relacionado  evolutivamente.
As cobras devem terapresentado patas posteriores bem desenvolvidas  até pelo menos a segunda metade do período Cretáceo, há 95 milhões de anos. A partir daí, reduziram-nas independentemente nas diversas linhagens que levaram às serpentes  atuais. A redução deveu-se a pressões seletivas, pois elas se tornaram fossoriais. Elas utilizavam o crânio como o elemento funcionalpara perfurar o solo, isso fez com que o corpo se alongasse e as patas fossem reduzidas. Já as patas dianteiras desapareceram alguns milhões de anos antes  das  posteriores, por mecanismos genéticos distintos. Porém, vestígios de patas são encontrados na maioria  das  linhagens atuais de cobras.

Anatomia

A estrutura óssea das serpentes é compostabasicamente de uma coluna vertebral muito flexível, várias costelas e um crânio. No seu crânio tem um osso chamado Quadrado, esse osso possibilita que as serpentes façam uma abertura de até 180 graus. É por isso que serpentes tão pequenas conseguem comer animais extremamente maiores que sua cabeça. As serpentes possuem uma língua bifurcada queserve para captar odores no ar, lembrando que suas narinas são apenas para troca gasosa, a captação de odores fica por conta de sua língua bifurcada.
Aqui vê uma representação de como os órgãos estão espaçados dentro da estrutura corporal de uma serpente. Durante seu crescimento as serpentes precisam trocar de pele, elas trocam de pele...
tracking img