Mogno africano

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1021 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Mogno Africano

Nome popular: Mogno africano 
Nomes cintíficos: Khaya ivorensis, Khaya anthotheca e Khaya senegalensis
Familia: Meliacea
O mogno africano é uma madeira nobre que vem se tornando uma alternativa de cultivo para silvicultores em todo território brasileiro.
A árvore é encontrada em abundância em vários países do continente Africano, como Angola, Costa do Marfim, Nigéria entreoutros; e ela tem se adaptado muito bem no solo brasileiro, principalmente na região do Pará, onde é plantada no meio dos cacauzeiros e cupuaçuzeiros, que atualmente é seu maior produtor,e lembrando que a derrubada do mogno-brasileiro esta proibido por lei federal no país.
O mogno africano é bastante tolerante a sombra durante a fase jovem.É uma árvore de porte elevado, caducifólia nos climasáridos, atingindo na natureza alturas de 40 m a 50 m e DAP(diâmetro na altura do peito) de até 200 cm. O caule é retilíneo, isento de ramificações até 30 m de altura e o sistema radicular tabular é bastante vasto. A madeira é de elevada durabilidade,apresenta uma ótima resistência, fácil de trabalhar e secar, porém de difícil impregnação,sua cor pode variar entre o marrom-amarelado no alburno emarrom-avermelhada no cerne.
Mogno Africano é o nome comum dado a várias espécies do gênero Khaya, no Brasil são plantadas 03: Khaya ivorensis, Khaya anthotheca e Khaya senegalensis, a mais procurada e plantada é a K. ivorensis.

As árvores do gênero Khaya são conhecidas comercialmente por diferentes nomes:
- Acajou DÁfrique, na França e Bélgica;
- African mahogany, na Inglaterra e EstadosUnidos;
- Khaya mahagoni, na Alemanha;
- Afrikaans mahoganie, na Holanda e Mogno Africano pelos portugueses.
É medianamente exigente em fertilidade do solo, desenvolvendo-se bem em solos profundos, de textura média . Tem se desenvolvido bem em Latossolos corrigidos, podendo ser plantado em vastas áreas de ocorrência de cerrados.
No Brasil o Mogno Africano tem se mostrado bem adaptado dentro dosseguintes parâmetros:
* Altitude – entre 100 e 1.200 metros
* Índice Pluviométrico – entre 1.200 e 2.400 mm/ano 
* Distribuição Norte / Sul– Santa Catarina ao Pará.
Como toda espécie, existem pragas e doenças que possam causar problemas para a mesma, dificultando o seu desenvolvimento. Mas, com estudos e pesquisas nos últimos anos, não existem relatos de pragas que causem danosrelevantes ao Mogno Africano.
As espécies do gênero Khaya são resistentes ao ataque da Broca do Broto Terminal (Hipsipyla grandella), praga que inviabilizou os plantios comerciais do Mogno Brasileiro (Swietenia macrophylla) no Centro Oeste e Norte do país. Seu controle é difícil, caro, de longo prazo e normalmente ineficiente.
No Brasil o Mogno Africano não tem registro doenças que causem danoeconômico.
Alguns sites de venda de mudas de Khaya senegalensis tem propagado a informação incorreta de que o Khaya ivorensis é atacado por uma praga (borboleta) causando o surgimento de rugosidades de aspecto desagradável na casca e que o Khaya senegalensis não é atacado.
Esta  informação não encontra respaldo nenhum na realidade, tal rugosidade, o Cancro do Cortex ou Cancro da Casca   não  é umapraga, e sim uma doença, cujo agente causal ainda não foi identificado. É comum seu surgimento tanto em Khaya ivorensis quanto em Khaya senegalensis, mas em nenhum dos dois causa danos econômicos, apenas estéticos.
O controle desta doença é bem simples e barato, soluções simples e de fácil acesso aos produtores resolvem o problema. Basta fazer uma pulverização ou pincelamento sobre as lesões com umdestes produtos.
* Hipoclorito de Sódio a 2,5% (água sanitária)
* Calda bordaleza
* Fungicidas a base de cobre (sob-recomendação agronômica).
Imagem da planta atacada:

O método mais utilizado na atualidade para propagação do mogno africano é através de sementes.
As mudas de Khaya ivorensis possuem coloração avermelhada no lançamento do broto apical devido à concentração de...
tracking img