Mogi

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1288 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Mogi Mirim
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Nota: Se procura o rio de mesmo nome, veja Rio Mojimirim.
Município de Mogi Mirim
"Mogi"


Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 22 de outubro
Fundação 22 de outubro de 1769 (243 anos)
Gentílico mogimiriano
Lema Nata sum e paulistarum robore
"Nasci da bravura dos paulistas"[1]
Prefeito(a) Luís Gustavo Stupp (PDT)
(2009–2012)Localização

Localização de Mogi Mirim em São Paulo


Localização de Mogi Mirim no Brasil
22° 25' 55" S 46° 57' 28" O
Unidade federativa São Paulo
Mesorregião Campinas IBGE/2008 [2]
Microrregião Mogi Mirim IBGE/2008 [2]
Municípios limítrofes Mogi Guaçu, Itapira, Santo Antônio de Posse, Artur Nogueira, Holambra, Engenheiro Coelho e Conchal
Distância até a capital 160 km
Característicasgeográficas
Área 499 km² [3]
População 86 244 hab. Censo IBGE/2010[4]
Densidade 172,83 hab./km²
Altitude 611 m
Clima tropical Cfa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH 0,825 elevado PNUD/2000
PIB R$ 2 128 141,004 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 24 238,51 IBGE/2008[5]
Página oficial
Mogi Mirim (SP) ou Mojimirim (SP) é um município brasileiro do estado de São Paulo, com vocação industrial eagrícola. Localiza-se a uma latitude 22º25'55" sul e a uma longitude 46º57'28" oeste, estando a uma altitude de 611 metros. Segundo o censo do IBGE de 2010, Mogi Mirim tem uma população de 86 244 habitantes.
Índice [esconder]
1 Origem e Grafia do Topônimo
1.1 Moji com "j"
1.2 Mogi com "g"
2 História
2.1 Ferrovia
2.1.1 História da linha
2.1.2 Estação
3 Administração
4 Economia
5Infraestrutura
5.1 Índices
5.2 Educação
5.3 Saúde
5.4 Cultura
5.5 Comunicações
5.6 Religião
6 Turismo
6.1 Pontos de interesse turístico
6.2 Hospedagem
6.3 Gastronomia
6.4 Lazer
6.5 Esportes
7 Transporte
7.1 Aeroporto
7.2 Acessos rodoviários
7.3 Algumas distâncias
8 Feriados municipais
9 Cidades-irmãs
10 Referências
11 Ligações externas
[editar]Origem e Grafia do Topônimo

[editar]Mojicom "j"
A língua falada pelo Brasil Colônia, mistura de português do colonizador, da língua indígena dos primitivos habitantes, dos africanismos, dos falares vulgares e das línguas trazidas pelos grandes grupos étnicos que se estabeleceram, chegou às primeiras décadas do século XX necessitando de medidas disciplinadoras, principalmente em sua ortografia, a fim de ser instrumento apto, confiável ecapaz de estabelecer comunicação precisa e eficiente para um povo em busca de sua real liberdade, hegemonia e progresso.
Com base no Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, da Academia de Ciências de Lisboa (1940), surge no Brasil o Formulário Ortográfico da Língua Portuguesa, aprovado unanimemente pela Academia Brasileira de Letras no dia 29 de janeiro de 1942 e, posteriormente, ratificadona Convenção Ortográfica celebrada entre Brasil e Portugal em 29 de dezembro de 1943. Este acordo entrou em vigor com o Decreto nº 14.533 de 18 de janeiro de 1944, em caráter nacional, que, em seu artigo III, diz: “...nenhuma providência legislativa deverá ser, no futuro, posta em vigor por qualquer dos dois governos, sem prévio acordo com o outro, depois de ouvidas as duas Academias.". Em 1971,a Lei 5.675 promove-lhe três alterações:
o uso do trema nos hiatos tônicos;
o uso do acento diferencial;
o uso do acento circunflexo e grave na sílaba subtônica dos vocábulos derivados.
Graças ao Vocabulário Ortográfico houve uma grande simplificação e disciplinamento na ortografia da língua, quer nos nomes próprios ou comuns, porque, caso contrário, até hoje se escreveria, por exemplo: asthmapara asma, psalmo para salmo, pharmacia para farmácia, gymnasio para ginásio etc. E os nomes próprios seriam: Brazil para Brasil, São Luiz para São Luís, Minas Geraes para Minas Gerais, Jundiahy para Jundiaí, Parahyba para Paraíba entre outros. Note-se que estes são nomes realmente históricos de lugares seculares e que souberam, perfeitamente, se adequar à Ortografia Oficial exigida, que...
tracking img