Modelos e processos de negócio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4193 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de novembro de 2010
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade de Aveiro

Modelos e Processos de Negócios
Suppliers Consulting



Índice

Introdução 3
Proposta de Valor 5
Serviço a oferecer: 6
Clientes 7
Mercado-alvo 7
Relação com o cliente 8
Relação com o fornecedor 8
Análise SWOT 9
Ambiente Interno: 9
AmbienteExterno: 10
Análise das cinco forças de Porter 10
Poder negocial dos clientes 11
Poder negocial dos fornecedores 11
Entrada de novos concorrentes/barreiras à entrada 11
Existência de produtos substitutos 11
Rivalidade de concorrentes 12
Processo 12
Modelação dos processos 12
Análise Financeira 21
Pressupostos do projecto21
Previsão das vendas de prestações de serviços 21
Fornecimentos e serviços externos 22
Custos com Pessoal 24
Investimento 26
Financiamento 26
Conclusão 28
Anexos 29

Introdução

No âmbito da disciplina de Modelos e Processos de Negócio, foi proposto, pela docente Silvina Santana, a elaboração de uma ideia de negócio e posteriormodelação, segundo os critérios abordados nas aulas. Desta forma o grupo de trabalho sentiu necessidade de, primeiramente, compreender o conceito de modelos de negócios.
Assim, entendeu-se que um modelo de negócio é um conjunto de objectos, conceitos e respectivas relações, de modo a expressar um negócio de uma empresa em particular, permitindo ter uma descrição e uma representação simplificadado valor que é fornecido ao cliente e do impacto financeiro.
O grupo de trabalho, inicialmente, idealizou que poderia criar uma consultora externa, de forma a estabelecer relações entre clientes e fornecedores, funcionando como uma intermediária neste processo. O mercado-alvo seria, preferencialmente, as pequenas e médias empresas nacionais (PME’s) de diferentes sectores. No entanto, ogrupo deparou-se com alguns obstáculos, nomeadamente, o facto de não transmitir credibilidade ao mercado, pois necessitaria de recursos humanos especializados nos diferentes sectores que tenham um melhor conhecimento dos processos, garantindo qualidade no serviço.
Posteriormente, o grupo de trabalho entendeu que deveria restringir-se a um sector de mercado, sendo este o sector têxtil. Ao longoda história, Portugal é conhecido pela qualidade dos seus tecidos e confecções, e pelo baixo custo de mão-de-obra. No entanto este sector tem-se deparado com alguns problemas, dos quais se destacam margens de lucro baixas, a liberalização do comércio em 2005 e a tendência de queda de preços. Desta forma, um dos objectivos principais que conduziu à intervenção neste sector está estreitamenterelacionado com o facto de se pretender dinamizar este mercado em Portugal. Acredita-se que este sector necessita de novas formas de se desenvolver, para melhor corresponder às expectativas de um mercado em constante mudança, devido às rápidas mudanças da moda. As diferentes colecções estão cada vez menos tempo à disposição do cliente, isto é, existe uma grande rotatividade. Desta forma, as empresas deconfecção têm de adaptar a sua produção a esta tendência de mercado, produzindo de forma mais rápida e mantendo a qualidade.
Constatou-se também que actuar apenas no mercado nacional, não seria viável para o negócio pois os possíveis clientes, facilmente conseguiriam chegar aos fornecedores, também eles nacionais, o que deixaria de fazer sentido a existência da Suppliers Consulting.Desta forma, a Suppliers Consulting será uma consultora externa que opera no sector têxtil e estabelecerá relações entre clientes internacionais e fornecedores nacionais.

Proposta de Valor

A Suppliers Consulting, enquanto consultora externa no sector da confecção, tem como objectivo promover relações entre cliente/fornecedor do sector têxtil de forma a possibilitar uma maior rapidez...
tracking img