Modelos de teoria do conhecimeto kantiano e neopragmatista: semelhanças e diferenças

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (503 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
MODELOS DE TEORIA DO CONHECIMETO KANTIANO E NEOPRAGMATISTA: SEMELHANÇAS E DIFERENÇAS

1. SEMELHANÇAS
* É mantida a idéia de que o campo lingüístico geral – o vocabulário ou a linguagem ou ateoria de alguém – se altera por dependência da experiência.
2. DIFERENÇAS
É estabelecida a relação entre o “eu” ou “sujeito” e o “meio”.
No modelo Kantiano o “eu” é dividido em três camadas:periferia, campo médio e núcleo.
A primeira mais exterior, consiste de crenças e desejos empíricos contingentes; a segunda contém necessariamente a priori, crenças e desejos responsáveis pela“estruturação” ou pela “constituição” da primeira; núcleo é um interior inefável – o verdadeiro “eu”. Esse núcleo é o que tem (no sentido de conter) as crenças e desejos que formam os outros “eus”, “eu” médio eo “eu” externo.
As relações entre o “eu” e o “meio” são feitas através da verificação, causação, constituição e representação, onde a realidade física é composta por átomos e vácuo.
Já noneopragmatismo não-reducionista defendido por Rorty a relação passa a ser entre o “organismo” e o “meio”.
Rorty escolhe três nomes de filósofos: Pierce, Quine e Davidson. Segundo Rorty, eles podem ser vistoscomo tendo feito um trabalho comum de reelaboração das relações entre “eu” – “mundo”.
A cada um ele atribui uma descoberta que justificaria o desaparecimento de cada uma das setas que representam asrelações. Ao final teremos uma única seta (relação), que representa a causação – o modelo naturalista é um modelo onde “organismo” e “meio” – interno e externo – se relacionam único e exclusivamentepor causação.
Em vez de tratar as crenças como quadros produzidos no interior da mente a partir de material mental, Pierce, segundo Rorty, viu as crenças como puras “regras de ação” ou seja as crençassão “instrumentos para lidarmos com a realidade”, derrubando assim a linha de representação.
Quine borrou a distinção nítida entre verdades contingentes e verdades necessárias, que no modelo...
tracking img