Modelos de artigo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 34 (8334 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO MARANHÃO O Estado do Maranhão, pela sua posição geográfica, constitui-se em uma área de transição, entre o domínio climático da Amazônia Oriental, a noroeste; do Nordeste, na parte norte-oriental e o do Brasil Central, em sua área sulsudeste. Como conseqüência, o noroeste do Estado apresenta índices pluviométricos próximos ao da Amazônia Oriental e uma cobertura deflorestas tropicais e campos inundáveis. Desta área até a fronteira com o Piauí, existe uma zona de transição com a vegetação de florestas tropicais, caatingas e cerrados, típicos do sertão nordestino. Na porção meridional predomina uma paisagem característica da região dos cerrados do Brasil. Embora ocupado produtivamente desde o período colonial, é somente a partir da segunda metade do século XXque há uma estruturação do espaço econômico do Maranhão. Nos anos 50, devido a uma série de melhoras infraestruturais, há uma expansão das áreas de lavouras temporárias, notadamente do arroz. Também inicia-se, a partir da década de 70, uma ocupação dos chapadões do sul do Estado, graças a uma política de valorização agrícola das terras. Ocorre nesse período um grande processo de pecuarização, quefoi apoiado em uma série de incentivos fiscais oferecidos, sobretudo, pela Sudene e pela Sudam. Apesar disso, a base econômica do Estado continua calcada em uma agricultura tradicional. Assim, os dados do último Censo Agropecuário revelaram que esse Estado possui uma estrutura agrária extremamente concentrada, com 54 estabelecimentos de 10.000 ha e mais ocupando quase 10% da área total dosestabelecimentos agropecuários. A pecuária bovina é a principal atividade econômica do setor agrícola do estado. Seu rebanho, de 3.902,6 mil cabeças, destina-se em sua quase totalidade ao corte. As lavouras, que ocupam apenas 7% da área dos estabelecimentos, têm por base principalmente o arroz e o milho. Cabe ressaltar que a lavoura da soja apresentou, no período intercensitário, uma significativavariação, expressando uma tendência à substituição da produção agrícola na área dos Cerrados Maranhenses, da agricultura tradicional (arroz e milho) para a agricultura de exportação. A cultura da soja é uma atividade menos suscetível de ser atingida

SEADE

144

pelas correntes contrárias da agricultura tradicional: a falta de crédito, de garantia de comercialização, de preços justos, de tecnologias, deacesso à terra, etc. Destaca-se que, apesar do tradicionalismo que caracteriza a agricultura maranhense, registrou-se no último censo uma melhora no uso de tecnologias agrícolas (sobretudo no que diz respeito à mecanização), nas pastagens e no uso de fertilizantes. Um exame dos dados da tabela a seguir permite verificar que é fortemente concentrada a estrutura da distribuição de estabelecimentosagropecuários do Estado do Maranhão. Em 1995, a proporção do número dos estabelecimentos do grupo de área de menos de 10 hectares era de 76,9%, e a da área do mesmo grupo, 3,1%. A elevada concentração na distribuição de

estabelecimentos pode ser constatada ao notarmos que, em 1995, cerca de 93,7% dos estabelecimentos com menos de 100 hectares controlavam apenas 22,2% da área total. E, no outroextremo, o dos estabelecimentos com mais de 1.000 hectares, em 1995 apenas 0,4% do total de unidades controlavam 36,4% da área total.
Tabela 110
Proporção do Número e da Área dos Estabelecimentos, segundo Grupos de Área Total Estado do Maranhão 1995 Grupo de Área Total Número (%) Área (%) Menos de 10 ha 76,9 3,1 De 10 a menos de 100 ha 16,8 19,1 De 100 a menos de 1.000 ha 5,9 41,4 De 1.000 a menos de10.000 ha 0,4 27,9 10.000 ha e mais 0,0 8,5
Fonte: Censo Agropecuário/Fundação IBGE – 1995/96.

Chamam atenção os estabelecimentos com 10.000 ha e mais, que controlavam 8,5% da área em 1995. Essa característica de concentração pode ser explicada principalmente por dois fatores: o uso da terra para a pecuária, embora esta não seja das mais eficientes, e a agregação/formação de grandes áreas para...
tracking img