Modelo projeto monografia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 24 (5961 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Projeto de Monografia


1) Tema:

O ciclo eleitoral (2002/2005) na América do Sul e suas conseqüências para a política externa: os casos de Brasil e Bolívia.


2) Justificativa:

O cenário político resultante do ciclo eleitoral compreendido entre os anos de 2002 e 2005 acarretou mudanças significativas na América do Sul. Em resposta à agenda neoliberal (norteada entre outraspráticas pela desregulamentação dos mercados, abertura econômica e financeira para o exterior e privatização das empresas estatais) predominante durante os anos 1990, novos líderes e governos ascenderam ao poder com tendências mais nacionalistas[1] e esquerdistas[2], contrastando com os processos de institucionalização política e liberalização econômica observados na década anterior.
Essatendência confirmou-se nas eleições em 2002 de Luiz Inácio Lula da Silva no Brasil, em 2003 com a eleição de Nicanor Duarte no Paraguai e Nestor Kirchner na Argentina, em 2005 com Tabaré Vazquez no Uruguai e Juan Evo Morales Ayma na Bolívia e em 2006 com a vitória de Rafael Correa no Equador e a reeleição de Hugo Chávez na Venezuela[3].
O presente estudo tem como objetivo analisar os casos deBrasil e Bolívia, focando os efeitos da eleição destes novos líderes, de forte apelo popular nacionalista, para a política externa de seus países. Por serem países de características diversas, a metodologia adotada é o método da diferença. Segundo Van Evera (1997), para o método da diferença devemos escolher casos com valores similares em sua variável independente e diferentes valores na variáveldependente.
Neste estudo, a variável independente é similar: a mudança de governo nos dois países, com a eleição de Lula e Morales. Já a variável dependente, os efeitos na política externa, contemplará diferentes valores, uma vez que estará sujeita a diferentes posturas e condicionamentos no sistema internacional.
A escolha de Brasil e Bolívia para esta análise está relacionada àreorientação que os novos líderes trazem para a política externa dos países, afetando não apenas o contexto regional, mas também internacional. Ambos promovem um distanciamento da política externa exercida pelos governos anteriores e buscam maior autonomia no cenário internacional, porém com resultados condicionados aos constrangimentos e possibilidades que a ordem internacional vigente fornece para cada país.Os dois casos ilustram uma transformação na história da política recente da região e marcam de forma distinta a retomada de políticas populistas, baseadas em discursos eloqüentes com alto poder de persuasão. Essas políticas podem ser definidas atualmente como “neopopulistas” e a emergência desta nova faceta se assenta hoje, sobretudo em novas lideranças populistas, que segundo Fausto (2006),assim como no passado, se caracterizam pelo personalismo, pela difusão da crença no herói salvador e pelas práticas autoritárias.

3) Delimitação do tema:

As eleições de Luiz Inácio Lula da Silva, líder sindical e representante do Partido dos Trabalhadores (PT), no Brasil em 2002 e de Juan Evo Morales Ayma, líder cocaleiro e representante do “Movimiento al Socialismo” (MAS), na Bolívia em 2005iniciam uma nova etapa na política externa contemporânea dos dois países.
Segundo Cepaluni e Vigevani (2007), no Brasil apesar de não haver uma ruptura significativa com paradigmas históricos da política externa, no governo Lula houve uma significativa mudança nas ações, nas preferências e nas crenças. Houve uma busca por resultados específicos muito distintos no que diz respeito a políticaexterna, procurando não se afastar de um objetivo sempre perseguido: desenvolver economicamente o país, preservando, ao mesmo tempo, certa autonomia política .
A eleição de um governante líder do tradicional partido de oposição brasileiro não significou necessariamente uma ruptura com a linha de política externa seguida pelo governo anterior, mas diferenças na forma de agir e se inserir...
tracking img