Modelo de thompson

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (464 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Modelo de Thomson
Em 1875 William Crookes colocou gases muito rarefeitos (isto é, com pressões baixíssimas) em ampolas de vidro. Submetendo esses gases a voltagens elevadas, aparecendoemissões, chamadas de raios catódicos. Quando submetidos a um campo elétrico uniforme e externo, gerado por duas placas planas paralelas e carregadas, esses raios sempre se desviam na direção e sentido daplaca que está carregada positivamente. Outro dado importante é que esse desvio sempre ocorre do mesmo modo, qualquer que seja o gás no interior da ampola.
Em 1897, Thomson decidiu medir arazão carga/massa dos raios catódicos para identificar se esses raios eram íons (se a razão carga/massa não fosse constante) ou se eram uma partícula carregada universal (se a razão carga/massa fosseconstante para todos os gases).
Com isso, observando o desvio desses raios, com diversas combinações de campos elétricos e magnéticos, ele foi capaz de provar que todas as partículas tinham amesma razão entre a carga e a massa (q/m) e de medir esta razão. Demonstrou que essa razão numérica- em unidades do Sistema Internacional (SI), Coulomb (C) para a carga e quilograma (Kg) para a massa -era da ordem de 1,7 x 1011 para todas as substâncias por ele investigadas.
Thomson mostrou que as partículas com esta carga específica podiam ser obtidas usando-se qualquer material no cátodo, oque significava que estas partículas, que agora se denominam de elétrons, são um dos constituintes fundamentais de toda a matéria.
Paralelamente a isso, em 1886, Eugen Goldstein modificou aampola de Crookes, colocando como cátodo (pólo negativo) uma placa metálica toda perfurada, como se fosse uma peneira. Usando gás hidrogênio na ampola, ele verificou que, no sentido contrário ao dos raioscatódicos, apareciam raios positivos, que foram chamados de raios anódicos ou raios canais.
Diante disso, ele imaginou então a existência de uma segunda partícula subatômica com carga...
tracking img