Modelo de Petição Inicial Ação de Reparação de danos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 5 (1023 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 25 de novembro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 3ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE PETROPOLIS, RJ.








JOÃO PEDRO ALCÂNTARA DA FONSECA, brasileiro, solteiro, nadador, portador da cédula de identidade nº 39.473.882-4 e inscrito no CPF sob o nº 675.776.892-34, residente e domiciliado na Av. Julio Meireles, 4023, Bairro Jardins, Goiânia, vem, por seus advogados, cujo endereço para fins deintimações é o Rua José Franco Pimentel, 198, Apto 309, 9º andar, Centro, Goiânia, propor

REPARAÇÃO DE DANOS
em face do Shopping Alphaville LTDA, brasileiro, inscrito no CNPJ sob nº 78.408.836/0001-17, domiciliado na Av. Pedro Paulo Neves, 2097, pelos fatos e fundamentos que passa a expor.


1. DOS FATOS
O autor no dia 27 de fevereiro de 2012 caminhava com sua namorada e sua mãe peloscorredores do shopping acima mencionado quando de repente, um dos lustres do shopping se desprendeu e o atingiu causando-lhe ferimentos no rosto e uma fratura exposta em seu braço direito, sem nenhum auxilio da administradora do shopping o autor foi levado ao Hospital Floriano Peixoto e atendido às pressas devido à urgência de seu caso. Logo após o socorro autor veio, a saber, que teria que ficar comseu braço imobilizado por noventa dias, não poderia praticar nado por doze meses e ainda ficaria com uma cicatriz de 20 cm de extensão em seu antebraço. Acontece que no dia 13 de abril o autor participaria das Olimpíadas Mundiais na cidade de Londres, o que fez com que ele perdesse grande parte de seus patrocinadores e ainda a oportunidade de participar de um evento tão importante para sua carreira.Após diversos contatos com a administradora do Shopping, afim de que ela arcasse com as despesas médicas a mesma pediu que o autor levasse até seu escritório a nota fiscal dos serviços por ele recebido. No entanto a administradora disse que achava um absurdo, que o preço dos serviços era exorbitante e que o autor teria procurado o hospital mais caro para receber os serviços, o que é impossível,pois no momento que o autor foi levado ao centro médico o mesmo se encontrava desacordado e não poderia de própria vontade ter escolhido o hospital, o mesmo foi levado ao hospital acima mencionado por este ser o mais perto do estabelecimento onde ocorreu o fato e se a administradora tivesse prestado o devido socorro no momento do acidente a mesma poderia ter levado a um hospital de sua escolha, masao se manter inerte ao acidente os familiares do autor tiverem que chamar uma ambulância para o mesmo ser levado até o atendimento de urgência.
A administradora do Shopping até o momento não deu qualquer assistência ao autor e se nega a arcar com as despesas médicas e hospitalares.
Ensina Washington de Barros Monteiro que:

“Em face, pois, da nossa lei civil, a reparação do dano tem comopressuposto a prática de um ato ilícito. Todo ato ilícito gera para seu aturo a obrigação de ressarcir o prejuízo causado. É de preceito que ninguém deve causar lesão a outrem. A menor falta, a mínima desatenção, desde que danosa, obriga o agente a indenizar os prejuízos consequentes de seu ato." (Curso de Direito Civil, vol. 5, p. 538).


2. DO DIREITO
A culpa pelo evento danoso é tão somente àinteira imprudência da ré que não fez as devidas manutenções em suas instalações, permitindo que seu prédio ficasse a mercê de eventos como o que houve com o autor.
“Art. 159, CC – Aquele que, por ação ou omissão voluntária, negligência, ou imprudência, violar direito, ou causa prejuízo a outrem, fica obrigado a reparar o dano.”
O Código de Defesa do Consumidor é taxativo ao estabelecer, no seuartigo 14, que:
"O fornecedor de serviços responde, independente da existência de culpa, pela reparação dos danos causados aos consumidores por defeitos relativos à prestação dos serviços, (...)". Parágrafo 1º: "O serviço é considerado defeituoso quando não oferece a segurança que o consumidor dele pode esperar (...)".



3. DOS DANOS
O autor sofreu prejuízos tanto financeiramente quanto...
tracking img