Moda e cultura brasileira - projeto de design

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2061 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

1 Cultura Brasileira e Design de Moda

Com base no livro “O povo brasileiro” (RIBEIRO, 2009), pode-se dizer que o Brasil é um país heterogêneo, a cultura que observamos hoje é composta inicialmente pelas matrizes indígenas, portuguesas e africanas, como também tem influência holandesa, alemã, italiana, japonesa, dentre outras.
Segundo Ribeiro (2009) a formação do que hojeconhecemos como cultura brasileira começa com a chegada dos portugueses em 1500 em terras tupiniquins e, a partir dessa data os índios que aqui moravam conheceram e relacionaram-se com os portugueses dando início a miscigenação, que ganha uma intensidade ainda maior com os escravos africanos que para cá foram trazidos. Como se pode ver no trecho abaixo, em que o autor cita fatos que levaram essaformação diferente de qualquer outra.Com efeito, surgindo do cunhadismo , estruturando-se com base numa força de trabalho africana, o Brasil se configura como uma coisa diferentede quantas haja, só explicável em seus termos, historicamente. (RIBEIRO, 2009, p. 226)

Ainda, segundo Ribeiro (2009), o convívio de etnias como a africana, européia e indígena, deu origem à mistura que conhecemos, à esse povo que não tem uma cara específica, mas que ao mesmo tempo é único, a quem chamamos de brasileiros, o qual possui uma formação diferente de qualquer outra conhecida até então.Características físicas e culturais influenciaram na construção do Brasil, e a herança ainda permanece viva, como a comemoração do frevo e a prática da capoeira, vinda dos africanos, como diz Maynard (2007). A língua portuguesa veio com os portugueses, mas se tornou específica por influências afros e tupis, como conta Eduardo Guimarães (2005)
Relacionando a cultura brasileira com o design demoda, segundo Luz García Neira (2008), percebe-se que sempre houve e ainda há uma influência europeia muito forte, e que apenas no século XX começou a se pensar em uma moda nacional devido ao clima e à cultura. A principio essa ideia de abandonar o estilo europeu partiu das indústrias têxteis, que visavam mais a proteção econômica que uma busca por expressividade nacional.
Ainda segundo Neira(2008), o setor têxtil logo se apoiou na busca por uma identidade nacional, em que vários artistas brasileiros pretendiam valorizar as raízes culturais, sendo que essa manifestação teve seu marco com a Semana de 22 . No entanto, não se soube identifica-la, pois a moda virou uma cópia europeia, adaptada ao clima. Somente a partir de 1952, através do Profº Bardi, diretor do Museu de Arte, começou-se apensar moda nacional de verdade no Brasil.,

Bardi pretendia demostrar a possibilidade de revelar na moda aqui produzida “aspectos vivos da nossa cultura”, além de “estimular a autonomia da nossa moda como expressão das necessidades populares” (NEIRA, ano, p. 4)

Essa mudança de pensamento ainda está sendo lapidada, pois segundo a autora, o Brasil nunca teve autonomia, visto que sempre buscoureferências externas, adaptando-as a sua realidade ao invés de olhar para o que o país oferecia. Essa transformação vem sendo feita aos, no entanto, ainda há um “olhar restrito” a essa moda brasileira, pois ela ainda é vista como representação de signos alegóricos.


Assim, durante um longo período, a idéia de “moda brasileira” resumiu-se à utilização de cores primárias e secundárias, traços...
tracking img