Mito da caverna

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (269 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Após a leitura do livro “Caso dos exploradores de caverna” e uma discussão com o meu grupo de trabalho, conclui que em situações de grande risco, onde o serhumano é posto a prova, nossos instintos mais primitivos se afloram, e a razão perde completamente sua força, consequentemente, as leis criadas pelos homens para umaconvivência social melhor, acabam perdendo sua validade. Isso faz com que nós próprios procuremos dentro de si nossos instintos mais profundos, e nos coloquemosna situação exposta, nos perguntando, o que faríamos? Quais seriam nossas escolhas? Será que nós mesmos nos perdoaríamos? E isso é o que o livro nos mostra.
Deacordo com as leis, na constituição, matar outro ser humano, é crime, e apesar de todas as justificativas, principalmente o lado psicológico, a pressão esobrevivência, foi um homicídio culposo (quando há a intenção de matar), portanto acho justo os quatro exploradores terem sidos julgados e condenados, porém, eu não oscondenaria com pena de morte, e sim uma pena mais amena como alguns anos em regime fechado, na penitenciária, o que seria equivalente ao um homicídio culposo porlei, por conta da situação que eles se encontravam e neste impasse surgido. Os juízes que os condenaram a forca, esqueceram-se de avaliar certos requisitos, comoantecedentes criminais, ou até mesmo estar com a própria vida em risco, em uma situação completamente única em relação a situações de emergência extrema, alegandolegítima defesa, que ao me ver, se encaixaria neste caso.
Portanto, não concordo com a pena de morte alegada, ma sim com a condenação e a pena em regime fechado.
tracking img